G1 Mundo

Prefeito japonês renuncia após 99 acusações de assédio sexual

today1 de março de 2024 5

Fundo
share close

O prefeito foi acusado de tocar nos seios e nádegas de trabalhadoras ou dar tapinhas em suas cabeças, um gesto que ele tentou justificar como “gratidão”.


Hideo Kojima, prefeito da cidade de Ginan, no Japão, chora em conversa com jornalistas — Foto: STR / JIJI PRESS / AFP



O prefeito de uma pequena cidade do centro do Japão apresentou na quinta-feira (29) sua renúncia devido a uma investigação independente que o acusa em 99 supostos casos de assédio sexual.

Hideo Kojima, 74 anos, negou algumas acusações, que incluem toques, comentários inapropriados e pedidos de caráter sexual a funcionárias da administração de Ginan, um município da região de Gifu.

O prefeito foi acusado de tocar nos seios e nádegas de trabalhadoras ou dar tapinhas em suas cabeças, um gesto que ele tentou justificar como “gratidão”.

Além disso, segundo as denúncias, ele “exibia as pernas ao arregaçar as calças” e pedia que as funcionárias tocassem em seu corpo.

A investigação independente teve origem em informações publicadas na revista Shukan Bunshun, mas até o momento nenhum processo judicial foi aberto contra ele.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%