G1 Mundo

Presidente do Peru pede ao Congresso que abandone interesses e antecipe eleições

today28 de janeiro de 2023 12

Fundo
share close

“Lamentamos que o Congresso da República não tenha conseguido chegar a um acordo para definir a data das de eleições gerais, nas quais peruanas e peruanos possam escolher livre e democraticamente as novas autoridades”, escreveu Boluarte no Twitter.

“Exortamos as bancadas a deixarem de lado os seus interesses partidários e a priorizarem os interesses do Peru“, acrescentou a presidente, em sua primeira reação desde que o Parlamento fracassou, na madrugada deste sábado, na ideia de antecipar as eleições gerais para este ano como ela mesmo havia pedido na sexta-feira.

A proposta apresentada pelo congressista fujimorista Hernando Guerra García, do partido de direita Fuerza Popular (FP), foi derrotada por 65 votos a 45, por isso está mantido o projeto de realizar o pleito em abril de 2024.



Boluarte tinha pedido ontem que as eleições fossem adiantadas para dezembro deste ano, como uma forma de sair mais rápido do “atoleiro” em que o país se encontra, com bloqueios de estradas, escassez de mantimentos e episódios de violência em diferentes regiões do Peru.

A esquerda, no entanto, insistiu que a proposta também deveria incluir um referendo sobre a Assembleia Constituinte, que é rechaçada por um amplo espectro da política peruana, e outros partidos denunciaram uma suposta manobra para tirar proveito eleitoral por parte do Fuerza Popular, legenda da ex-candidata presidencial Keiko Fujimori.

O projeto votado na madrugada deste sábado será submetido à reconsideração do Congresso na segunda-feira, a pedido do fujimorismo, mas os analistas consideram improvável uma reversão do resultado.

Boluarte descarta renunciar, mas garante que não tem o interesse de se aferrar ao poder. Ela tomou posse em 7 de dezembro, quando, como vice-presidente, substituiu Pedro Castillo, que foi destituído pelo Congresso após uma tentativa de fechar o parlamento e governar por decreto.

Desde então, diversas partes do país, em especial o sul andino, lar de comunidades quíchuas e aimarás historicamente marginalizadas, permanecem em pé de guerra exigindo a renúncia de Boluarte e a realização de eleições.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

agressao,-morte,-investigacao,-protestos:-veja-linha-do-tempo-do-caso-tyre-nichols

G1 Mundo

Agressão, morte, investigação, protestos: veja linha do tempo do caso Tyre Nichols

A divulgação de vídeos gravados pelas câmeras dos uniformes dos policiais que participaram da ação revoltou o país e gerou a mais recente onda de manifestações. Confira uma linha do tempo do caso, que desencadeou investigações estaduais e federais sobre a brutalidade policial e levou ao assassinato e outras acusações contra os cinco policiais envolvidos em sua prisão neste mês: Tyre Nichols é parado pela polícia por uma suposta infração […]

today28 de janeiro de 2023 28

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%