G1 Mundo

Presidente do Uruguai, que se encontra com Lula na quarta, critica países em encontro de líderes

today24 de janeiro de 2023 19

Fundo
share close

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, participou do encontro de presidentes dos países da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) em Buenos Aires com críticas à natureza do evento e a alguns dos países que compõem o grupo por “não respeitarem a democracia, os direitos humanos ou as instituições” —ele não citou quais são esses países.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva viaja a Montevidéu na quarta-feira (25) para um encontro a sós com Lacalle Pou.

Nesta terça-feira, em Buenos Aires, o uruguaio fez críticas à reunião de líderes tanto em seu discurso como na entrevista coletiva após o evento.



Sétima cúpula da Celac começa em Buenos Aires com aplausos pela volta do Brasil

Sétima cúpula da Celac começa em Buenos Aires com aplausos pela volta do Brasil

O presidente do Uruguai questionou o que ele chamou de “ideologização” do encontro.

“Não pode haver aqui um clube de amigos ideológicos. É na variedade que está a força desta organização. Nós erramos em dar um matiz ideológico à Celac. [É preciso ter] cuidado com a tentação ideológica em fóruns internacionais”, disse ele.

Segundo o jornal argentino “La Nación”, Lacalle Pou ficou no canto da mesa durante o encontro dos presidentes.

Críticas a outros países, mas sem nomear

O discurso que antecedeu o de Lacalle Pou foi o do presidente de São Vicente e Granadinas, Ralph Gonsalves.

Gonsalves fez críticas ao ataque aos prédios dos três poderes no Brasil no dia 8 de janeiro.

Lacalle Pou começou seu discurso afirmando que todos no encontro condenam as ações em Brasília.

O conservador-liberal uruguaio então fez a maior crítica de seu discurso: “Há países aqui que não respeitam a democracia, os direitos humanos ou as instituições. Não tenhamos uma visão hemiplégica (paralisia de metade do corpo) por afinidade ideológica”.

A reunião tem a participação de representantes de Venezuela e Cuba, que foram recebidos “de braços abertos” por Alberto Fernández. O cubano Miguel Díaz-Canel participou presencialmente, enquanto Nicolás Maduro desistiu de viajar a Buenos Aires alegando haver um plano de “‘agressões” da “direita neofascista” contra sua delegação.

Além de Fernández, a reunião é marcada pela presença em peso de líderes de esquerda, como Lula, o chileno Gabriel Boric e o colombiano Gustavo Petro, que, entre eles têm mais afinidade que o uruguaio Lacalle Pou.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video:-onda-derruba-publico-que-assistia-a-competicao-de-surfe-no-havai

G1 Mundo

VÍDEO: Onda derruba público que assistia à competição de surfe no Havaí

Uma onda derrubou parte do público que assistia ao Eddie Aikau Big Wave Invitational, torneio de surfe de ondas grandes em Oahu, no Havaí, Estados Unidos, no domingo (22). Os Serviços de Segurança Oceânica de Honolulu compartilharam um vídeo do incidente nas redes sociais. "Os espectadores tiveram uma ideia do que pode acontecer se você não recuar e ouvir os salva-vidas. A Mãe Natureza não decepcionou e os surfistas deram […]

today24 de janeiro de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%