G1 Mundo

Professora indiana é investigada após mandar alunos baterem no rosto de criança muçulmana

today29 de agosto de 2023 17

Fundo
share close

Segundo a rede estatal britânica “BBC”, ele errou a resposta da tabuada. A autenticidade do vídeo foi confirmada por autoridades indianas.

A região é governada pelo partido nacionalista hindu Bharatiya Janata (BJP) que, segundo organizações de direitos humanos, alimentam os crimes de ódio na região.

A visão foi replicada pelo líder da oposição indiana, Rahul Gandhi.



“Semeando o veneno da discriminação nas mentes de crianças inocentes, transformando um lugar sagrado como a escola num mercado de ódio”, publicou ele na rede social X, anteriormente conhecida como Twitter.

O vídeo foi gravado na última quinta-feira (24) na cidade de Muzaffarnagar.

Intolerância religiosa na Índia

Durante a divisão britânica, pós-colonização, o território tomado pelos europeus foi dividido entre Índia e Paquistão, principalmente separados por religião, deixando a maioria hindu na Índia e a maioria islâmica no Paquistão.

Essa movimentação fez com que alguns locais acabassem permanecendo com gestão própria em forma de protetorados ou de reinos, como o caso da Caxemira, mais ao norte da Índia, em divisa com o Paquistão.

Segundo João Paulo Nicolini, especialista em Índia e doutorando em ciência política pela Universidade Católica de Louvain (Bélgica), a Caxemira era governada por hindus, mesmo com uma população majoritariamente muçulmana.

A aproximação desse governo com Delhi e com as elites indianas fez com que a maior parte do território ficasse com a Índia durante a separação.

A mudança alimenta até os dias atuais um sentimento segregativo dentro da Índia, muitas vezes sustentado pelos partidos mais nacionalistas.

Segundo dados divulgados em 2023 pelo governo indiano, cerca de 197 milhões de muçulmanos vivem no território.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

argentina-anuncia-medidas-para-limitar-desvalorizacao-do-peso-e-frear-a-inflacao

G1 Mundo

Argentina anuncia medidas para limitar desvalorização do peso e frear a inflação

O governo argentino anunciou no último domingo (27) algumas medidas para tentar fortalecer o consumo, limitar o impacto da desvalorização do peso (moeda local) e enfrentar a inflação - que supera 100% ao ano. Dentre as medidas incluem abonos fiscais e o pagamento de bônus extraordinários a trabalhadores e aposentados (veja os anúncios abaixo). "O objetivo central é que cada um dos setores da economia tenha, de alguma forma, o […]

today29 de agosto de 2023 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%