G1 Mundo

Putin ordena que Grupo Wagner assine juramento de lealdade à Rússia

today26 de agosto de 2023 11

Fundo
share close

Comunicado publicado pelo Kremlin vem dias após o presidente russo confirmar a morte do líder do grupo, Yevgeny Prigozhin, em queda de avião.




O presidente da Rússia diz que a investigação sobre a queda do avião com o líder mercenário Yevgeny Prigozhin vai ser longa

O presidente da Rússia diz que a investigação sobre a queda do avião com o líder mercenário Yevgeny Prigozhin vai ser longa

O presidente russo Vladimir Putin ordenou, em comunicado, que os combatentes do Grupo Wagner assinem um documento onde juram lealdade à Rússia. O anúncio foi feito em uma publicação do Kremlin no final da noite desta sexta-feira (25), dois dias depois de anunciada a morte do líder do grupo, Yevgeny Prigozhin, em uma queda de avião na última quarta-feira (23).

O decreto de Putin tem como motivo frear o que chamou de “especulações ocidentais” de que a queda do avião que levava Prigozhin teria sido uma ordem dele, o que chamou de uma “mentira absoluta”. O Kremlin preferiu não confirmar a morte dele, pedindo que sejam aguardados os resultados de mais testes.

A necessidade de assinatura do juramento de lealdade tem caráter imediato, de acordo com o Kremlin. O objetivo é aumentar o controle do Estado sobre o grupo paramilitar.

O comunicado pede que qualquer pessoa que trabalhe na guerra da Ucrânia, chamada pelos russos de “operação militar especial”, que assine esse “juramento de lealdade à Rússia, seguindo estritamente as ordens dos seus comandantes e superiores e cumprir inteiramente as suas obrigações”.

O Grupo Wagner foi considerado fundamental para a Rússia durante a guerra na Ucrânia. Além do combate em solo ucraniano nos primeiros meses, a organização de mercenários foi responsável por ganhar o apoio de países estratégicos, como Belarus, além de outros mais distantes, como a África e Síria, com a presença de seus mercenários nestes locais.

Especialistas acreditam que com a morte de Prigozhin o Grupo Wagner continuará exercendo as suas atividades, mas com um novo líder escolhido pelo Kremlin.

Grupo Wagner diz que esta foto mostra momento em que guardas de fronteira russos baixaram as armas para os mercenários — Foto: GRUPO WAGNER

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

fifa-anuncia-suspensao-provisoria-a-presidente-da-federacao-espanhola-de-futebol

G1 Mundo

Fifa anuncia suspensão provisória a presidente da Federação Espanhola de Futebol

A Fifa anunciou na manhã deste sábado (26) a suspensão provisória do presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luís Rubiales. Ele enfrenta questionamentos no cargo depois que beijou à força a jogadora espanhola Jenni Hermoso durante a cerimônia de premiação da Copa do Mundo Feminina, na Austrália. Com o anúncio, feito pelo presidente do Comitê Disciplinar da Fifa, o colombiano Jorge Ivan Palacio, Rubiales está proibido de participar de quaisquer […]

today26 de agosto de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%