Pleno News

Qual aposentadoria é possível para a pessoa com autismo?

today26 de abril de 2023 6

Fundo
share close

Elisângela Coelho
26/04/2023 10h15

A pessoa com autismo tem direito a qual aposentadoria, você sabe? Se a sua resposta foi “não sei”, este texto foi feito especialmente para você. Confira!

O autismo é um transtorno do desenvolvimento neurológico que afeta a comunicação, a interação social e o comportamento.

É caracterizado por dificuldades na comunicação verbal e não verbal, na reciprocidade social, na compreensão de emoções e na flexibilidade comportamental.

As pessoas com autismo podem apresentar comportamentos repetitivos, interesses restritos e dificuldades na adaptação a mudanças.



O autismo é considerado um transtorno do espectro autista (TEA), o que significa que os sintomas podem variar em gravidade e manifestação.

O diagnóstico é feito por uma equipe multidisciplinar, incluindo médicos, psicólogos e terapeutas ocupacionais. Já o tratamento, geralmente, envolve terapia comportamental e medicamentos.

As pessoas com autismo podem enfrentar várias limitações no mercado de trabalho, que podem afetar sua capacidade de obter e manter empregos.

Algumas dessas limitações incluem:

– Dificuldades de comunicação e interação social;


– Comportamentos repetitivos e interesses restritos;


– Sensibilidade sensorial;


– Falta de compreensão das normas sociais.

As pessoas com autismo podem ter dificuldades em entender as normas sociais no ambiente de trabalho, o que pode afetar sua capacidade de se adaptar a uma cultura corporativa específica.

No entanto, com ajustes razoáveis, como adaptações no ambiente de trabalho, treinamento adequado e flexibilidade no cronograma de trabalho, muitas pessoas com autismo podem trabalhar com sucesso em diversos setores e funções.

Quais benefícios do INSS a pessoa com autismo pode ter?


Existem alguns benefícios do INSS aos quais a pessoa com autismo pode ter direito, dependendo da sua condição e grau de deficiência.

Alguns desses benefícios incluem:

– Benefício de Prestação Continuada (BPC);


– Aposentadoria por invalidez;


– Auxílio-doença.

Além desses benefícios, as pessoas com autismo também podem ter direito a isenção de impostos na compra de veículos adaptados e a descontos na compra de medicamentos e tratamentos médicos.

É importante consultar uma advogada especialista em direito previdenciário para entender melhor os direitos e benefícios disponíveis para pessoas com autismo.

Aposentadoria e a pessoa com autismo


A pessoa com autismo pode ter direito à aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição, desde que cumpra os requisitos exigidos pelo INSS.

Para a aposentadoria por idade, é preciso ter no mínimo 65 anos de idade (para homens) ou 62 anos de idade (para mulheres), além de ter pelo menos 180 meses (ou 15 anos) de contribuição para o INSS.

Para a aposentadoria por tempo de contribuição é necessário ter pelo menos 35 anos de contribuição (para homens) ou 30 anos de contribuição (para mulheres), sem exigência de idade mínima.

No entanto, é importante lembrar que as pessoas com autismo podem enfrentar desafios específicos que podem afetar sua capacidade de trabalhar e contribuir para o INSS, o que pode influenciar o tempo de contribuição e o valor da aposentadoria.

Caso a pessoa com autismo tenha dificuldades em trabalhar e contribuir para o INSS, ela pode buscar outros benefícios previdenciários, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou o auxílio-doença, como mencionado anteriormente.

É muito importante consultar uma advogada especialista em direito previdenciário para entender melhor os direitos e benefícios disponíveis para pessoas com autismo.

A advogada pode fornecer orientação sobre como lidar com o INSS e assegurar que a pessoa com autismo esteja recebendo todos os benefícios aos quais tem direito.

Contar com a ajuda de uma advogada especialista em direito previdenciário pode ser um recurso valioso para a pessoa com autismo que busca benefícios do INSS, ajudando-a a compreender seus direitos e a superar os obstáculos que possam surgir durante o processo de solicitação de benefícios.

Espero ter ajudado você com essas informações! Até mais!

Dra. Elisângela Coelho foi trabalhadora rural, doméstica, vendedora e hoje atua como advogada especialista em direito previdenciário.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Elisangela Coelho

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

militares-russos-sequestram-criancas-para-adocao-forcada,-diz-relatorio

Gospel Prime

Militares russos sequestram crianças para adoção forçada, diz relatório

Milhares de crianças ucranianas estão sendo sequestradas pelas forças russas e adotadas à força por famílias russas em um processo de doutrinação e lavagem cerebral, segundo um novo relatório da Associated Press. Segundo CBN News, As autoridades ucranianas estão pressionando pelo retorno dessas crianças com suas famílias, enquanto as Organizações Não-Governamentais (ONGs) lutam para ajudar. “Em primeiro lugar, o número de crianças varia de 16.000 que foram comprovadas pelo nome. […]

today24 de abril de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%