Tocando:

Rádio 97Web

Revista lista 5 fatos para entender porque Lula não é inocente

Escrito por em 16 de abril de 2021

Nesta quinta-feira (15),  o Supremo Tribunal Federal decidiu por 8 votos contra 3 anular as condenações da Operação Lava Jato em Curitiba, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deixando o caminho livre para disputar as eleições presidenciais em 2022.

“Todo vivente tem o direito de achar que Lula, como recitou Gilmar Mendes, foi vítima da maior mentira judicial da história. Tampouco é proibido crer que o ex-presidente duas vezes condenado em segunda instância é a alma viva mais pura do Brasil, talvez do mundo. Ser cretino não é crime”, diz o texto de Augusto Nunes.

Pautando no mais recente artigo escrito pelo jornalista Augusto Nunes (citado acima), na qual afirmou que “Lula não é inocente”, a Revista Oeste selecionou cinco motivos dos vinte e dois citados por ele.

Confira a lista abaixo: 

  1. O Mensalão não existiu. (Se é assim, todos os condenados no processo do Mensalão são inocentes e devem ser indenizados pela União. Até Silvio Pereira, secretário-geral do PT presenteado com um veículo que cobiçava empresários cujos negócios facilitou? Sim. Até Silvinho Land Rover. Trata-se de outro inocente que se declarou culpado porque sonhava desde criancinha com a condenação a uma temporada na cadeia só para trocar a pena de prisão pela prestação de serviços comunitários.);
  2. O Petrolão não existiu. Se é assim, todos os punidos com base nas investigações da Operação Lava Jato são inocentes e devem ser indenizados pela União. Isso incluiria também os delatores premiados que devolveram à Petrobras parte do produto do roubo? (Sim. Essa turma abriu mão de um pedaço da fortuna pessoal, acumulada honestamente, porque policiais extorsionários ameaçaram prender até os bebês da família.);
  3. A Lava Jato foi concebida para impedir que o ex-presidente exercesse um terceiro mandato. Juízes federais, procuradores federais e policiais federais fizeram de conta que se haviam juntado para prender doleiros só para não dar na vista;
  4. Lula foi preso político. (Essa figura sempre foi uma exclusividade de regimes ditatoriais, mas no Brasil depende de quem olha. Quem usa a vista esquerda enxerga no Brasil, desde o despejo de Dilma Rousseff, uma ditadura fascista em gestação. E vê na Venezuela ou em Cuba duas democracias populares que, para desestimular desigualdades, decidiram que presos políticos são presos comuns. Depois de uma visita a Fidel Castro, aliás, o Mestre disse a seus discípulos que os adversários da ditadura engaiolados na ilha-presídio são muito parecidos com os integrantes da população carcerária de São Paulo.);
  5. Como era Marisa Letícia quem cuidava das transações imobiliárias da família, o marido nada soube, sabe ou saberá sobre reformas, melhorias, escrituras, doações e demais benefícios financiados por amáveis empreiteiros no Guarujá, em Atibaia, em São Paulo e em outros municípios que a Lava Jato não teve tempo de vasculhar.

Esses foram os cinco fatos apresentados pela Revista Oeste, para provar que Lula não é inocente.




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *