G1 Mundo

Seita do jejum no Quênia: polícia prende pastor que escondia cem fiéis em jejum

today28 de abril de 2023 4

Fundo
share close

Na nova detenção, o pastor Ezekiel Odero, mantinha mais de cem pessoas em greve de fome dentro do centro de oração da Igreja Nova Vida na pequena cidade de Mavueni, no sudeste do país, disse o ministro de Interior, Kithure Kindiki.

Odero, vestido com túnica branca e carregando um grosso livro preto, não respondeu às perguntas dos repórteres ao ser escoltado até uma delegacia.

Mavueni fica a cerca de 66 km (40 milhas) da floresta Shakahola, onde outro pastor, Paul Mackenzie, é acusado de ordenar que seus seguidores morressem de fome antes do que ele previu que seria o fim do mundo em 15 de abril.



Noventa e oito membros da Good News International Church de Mackenzie morreram, e o número de mortos tem aumentado constantemente desde que as autoridades começaram a exumar valas comuns na sexta-feira.

Autoridades locais afirmaram a prisão de Odero estava ligada a “alegações de mortes que ocorreram em suas instalações e relatadas em vários necrotérios ou instituições”.

Odero vai enfrentar acusações criminais relacionadas ao assassinato em massa de seus seguidores, afirmou o ministro do Interior.

“A igreja foi fechada. As mais de cem pessoas que estavam escondidas no local foram retiradas e serão obrigadas a registrar depoimentos”, acrescentou Kindiki.

O pastor queniano Ezekiel Ombok Odero, preso acusado de incentivar que fiéis de sua igreja fizessem jejum, em 27 de abril de 2023. — Foto: Reuters

O presidente William Ruto e Kindiki disseram no início desta semana que as autoridades reprimiriam os líderes religiosos extremistas que violassem a lei.

Alguns legisladores quenianos criticaram os serviços de segurança por perderem oportunidades de evitar as mortes em massa na floresta de Shakahola depois que surgiu a notícia de que Mackenzie havia sido preso por suspeita do assassinato de duas crianças e liberado sob fiança no mês passado.

Mackenzie foi preso novamente em 14 de abril e mantido junto com outros 14 membros de sua igreja. A mídia queniana informou que ele está recusando comida e água. A Cruz Vermelha do Quênia afirmou que mais de 300 pessoas foram dadas como desaparecidas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-que-sao-seitas-e-por-que-as-pessoas-se-juntam-a-elas?

G1 Mundo

O que são seitas e por que as pessoas se juntam a elas?

"Existe uma seita por perto onde quer que você esteja no mundo", disse à BBC Alexandre Stein, psicólogo do Reino Unido especializado em extremismo ideológico e fenômenos sociais perigosos. Grupos como a Good News International Church, suspeito de estar por trás da tragédia no Quênia, atuam em todo o mundo e nem sempre têm religião como pano de fundo. O que todos eles têm em comum é a capacidade de […]

today28 de abril de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%