G1 Santos

Servidores de Santos fazem ato contra projeto de lei que nega reajuste salarial e exclui aposentados de abono

today4 de novembro de 2022 20

Fundo
share close

Um grupo de servidores públicos de Santos, no litoral de São Paulo, fez uma manifestação na tarde de quinta-feira (3) na Câmara Municipal. Os funcionários públicos são contra dois projetos de lei do prefeito Rogério Santos. Um deles não prevê o reajuste salarial dos servidores. Já o outro exclui os aposentados do recebimento de um abono de R$ 1 mil. A Prefeitura de Santos informou que garantiu, em fevereiro deste ano, um reajuste linear de 10,06% para servidores, aposentados e pensionistas.

Segundo a administração municipal, um dos projetos de lei complementar propõe conceder mais de 20% de reajuste no auxílio alimentação, avaliado em R$ 503, e 20% na cesta básica, que atualmente é de R$ 323. O benefício também seria assegurado aos aposentados que ganham até quatro salários-mínimos.

O outro projeto, enviado na última terça-feira (1º) ao Legislativo, consiste em conceder abono de R$ 1 mil aos servidores da ativa que trabalharam em 2022. No total, conforme a administração municipal, o abono e o reajuste de benefícios impactariam em cerca de R$ 34 milhões.



Servidores de Santos, SP, fazem manifestação contra projetos de lei que nega reajuste salarial de funcionários e exclui aposentados de abono — Foto: Reprodução/ TV Tribuna

O Sindicato dos Servidores Estatutários Municipais de Santos (Sindest) alega que o ato foi contra os projetos de lei do prefeito e convocou os 12 mil servidores e seis mil aposentados, que reivindicam perdas salariais superiores a 10%. Para eles, o reajuste do auxílio-alimentação e da cesta básica não são o suficiente diante da alta de preços da comida.

Na tarde da última quinta-feira, os projetos complementares não foram pautados, porém, há a possibilidade dos assuntos serem discutidos no próximo dia 16, às 19h, quando haverá uma audiência pública.

Por meio de nota, a Prefeitura de Santos esclareceu que já garantiu, em fevereiro deste ano, um reajuste linear de 10,06% de reajuste para servidores da ativa, aposentados e pensionistas. Segundo a prefeitura, esse foi o percentual máximo que o município pôde conceder para garantir o equilíbrio das contas públicas.

Essa proposta foi encaminhada à Câmara, por meio de projeto de lei complementar (PLC), que foi aprovado pelos vereadores em março deste ano.

A correção de 10,06% nos vencimentos, funções gratificadas e benefícios – auxílio-alimentação e cesta básica – do funcionalismo, no exercício de 2022, teve impacto de cerca de R$ 140 milhões orçamento deste ano. “O prefeito, a vice-prefeita e os secretários não tiveram os salários reajustados”, finalizou a prefeitura, em nota.

O protesto ocorreu na Câmara Municipal de Santos na última quinta-feira (3). — Foto: Reprodução/ TV Tribuna

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

musico-e-morto-com-mais-de-20-tiros-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Músico é morto com mais de 20 tiros no litoral de SP

Ticonha era considerado um dos expoentes do funk paulistano e chegou a gravar parcerias com MC Lon. Músico foi morto com pelo menos 20 tiros em Praia Grande — Foto: Divulgação Um músico de Praia Grande, no litoral de São Paulo, foi morto com mais de 20 tiros por um atirador que pilotava uma moto. Segundo informações obtidas pelo g1 nesta sexta-feira (4), Nieverton dos Sales Santos, de 29 anos, […]

today4 de novembro de 2022 55

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%