G1 Santos

Socióloga que pesquisa sobre carros roubados tem fusca ‘xodó’ furtado em SP: ‘apego e muita história’; VÍDEO

today2 de junho de 2022 121

Fundo
share close

Câmera de segurança flagrou o momento em que o veículo é levado em uma rua de Santos, no litoral de São Paulo.



Vídeo flagra fusca de socióloga sendo furtado em Santos (SP)

Vídeo flagra fusca de socióloga sendo furtado em Santos (SP)

Uma socióloga que realiza uma pesquisa sobre carros roubados teve o seu fusca, considerado ‘xodó’ e que carrega um grande apego emocional, furtado em Santos, no litoral de São Paulo. Apesar de classificar a situação como ‘irônica’, por conta da relação com o tema de trabalho dela, Isabela Vianna não esconde a dor pela perda do veículo.

Ao g1, ela conta que o carro foi furtado na segunda-feira (30) à noite, por volta das 19h, na Rua Nove de Julho, no bairro Marapé. A mãe dela, que não teve o nome divulgado, foi a última da família a dirigir o fusca. Um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado pela internet.

Não é só uma coisa material, tem um apego e muita história. O fusca vai muito além de tudo e, principalmente, do valor. Já me ofereceram muito mais do que paguei, mas nunca pensei em vender, pois gosto muito dele

— Isabela Vianna, socióloga e dona do fusca

Câmeras de segurança de um estabelecimento nas proximidades da rua em que o veículo foi furtado flagraram a ação criminosa. No conteúdo, é possível ver que uma pessoa se aproximou a pé e, em determinado momento, invadiu o carro. A ação durou menos de um minuto, e o fusca seguiu sentido à Rua Alfredo Albertini. (Veja o vídeo acima)

Isabela conta que comprou o veículo há aproximadamente seis anos. Ele a acompanhou desde o tempo em que cursava o ensino superior em uma universidade de São Carlos (SP). O sonho de ter um “carro antigo”, por sua vez, veio da infância.

“Meu avô teve uma oficina a vida inteira. Quando ficou mais velho, começou com o hobby de comprar um carro antigo e restaurá-lo inteirinho. Assim que surgiu a minha relação”, lembra.

Fusca é considerado ‘xodó’ pela socióloga Isabela Vianna — Foto: Arquivo pessoal

De acordo com Isabela, o fusca proporciona ao seu dono uma experiência diferente de outros carros. “Muitas pessoas te param na rua para falar sobre ele. Todos que gostam têm uma história para contar. Alguns entram e falam: Nossa, esse cheiro de fusca me lembra de alguns episódios da minha vida. Além disso, quando alguma peça dele se quebra, alguns mecânicos podem até fazer o conserto de graça”.

A socióloga conta que parte do seu trabalho de pesquisa envolve o tema do roubo e furto de carros. “É muito irônico tudo isso. Nós [a equipe] já publicamos até um livro em inglês e, em um dos capítulos que escrevi, o assunto era o desmanche. Este, agora, é o meu medo”.

Atualmente, a pesquisa desenvolvida por ela trata das atividades informais, ilegais e criminais relacionadas às economias de carros em segunda mão entre a América Latina, a Europa e a África.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

morador-em-situacao-de-rua-que-emocionou-ao-cantar-em-bar-no-litoral-de-sp-aceita-tratamento-em-clinica-de-reabilitacao

G1 Santos

Morador em situação de rua que emocionou ao cantar em bar no litoral de SP aceita tratamento em clínica de reabilitação

O morador em situação de rua, Daniel Aparecido Dias, de 42 anos, que emocionou a proprietária e os clientes de um bar e restaurante ao pedir para cantar uma música em uma sessão de karaokê, em Santos, no litoral de São Paulo, aceitou ir para uma clínica de reabilitação. Ele iniciou o tratamento na manhã desta quarta-feira (1). Daniel conta ter começado a ingerir bebida alcoólica assim que passou a […]

today2 de junho de 2022 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%