G1 Mundo

Submarino turístico pode manter passageiros vivos por muitas horas, diz especialista em destroços do Titanic

today19 de junho de 2023 22

Fundo
share close

Um pequeno submarino utilizado para levar turistas para observar os destroços do Titanic, que estão no fundo do mar no Atlântico Norte, desapareceu. A Guarda Costeira dos Estados Unidos e a Guarda Costeira do Canadá estão realizando uma operação de resgate.

Daley já passou 12 horas percorrendo os destroços do Titanic em um submarino. Ele disse estar esperançoso pelo veículo submersível desaparecido, que tem alta tecnologia e consegue manter os passageiros vivos por várias horas.

A OceanGate Expeditions disse em um breve comunicado na segunda-feira que estava “mobilizando todas as opções” para resgatar as pessoas a bordo do submarino. Ainda não se sabe quantas pessoas estão desaparecidas, mas sabe-se que a capacidade máxima é de cinco pessoas.



Um dos passageiros do submarino turístico é Hamish Harding, cofundador e presidente da Action Aviation, uma empresa especializada em serviços de aviação e aeroespaciais.

Submersível que leva passageiros para ver o Titanic desaparece

Submersível que leva passageiros para ver o Titanic desaparece

O que é um submarino turístico

O submarino turístico é uma embarcação que permite aos passageiros conhecerem o mundo submarino sem precisarem ser mergulhadores ou passarem por treinamento especializado.

Geralmente, são menores do que os submarinos militares. As janelas ou visores são grandes, par permitir vistas panorâmicas. Esses visores são de materiais como acrílico ou vidro reforçado, para suportar a pressão da água em profundidade.

O Titanic foi um navio transatlântico que foi considerado o maior e mais luxuoso navio de passageiros de sua época. Construído no começo do século 20 pela empresa britânica White Star Line, o navio ficou famoso pelo seu naufrágio.

Em 10 de abril de 1912, a embarcação saiu da cidade de Southampton, na Inglaterra, com destino a Nova York, nos EUA.

Quatro dias depois, em 14 de abril, o Titanic bateu em um iceberg e afundou. Não havia botes salva-vidas suficientes, e mais de 1.500 pessoas morreram.

Depois desse desastre, as leis e regulamentos de segurança marítima foram alteradas (passaram a exigir botes salva-vidas suficientes para todos os passageiros a bordo, por exemplo).




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

no-de-mortos-em-tragedia-com-imigrantes-na-grecia-sobe-para-80;-suspeitos-de-contrabando-de-pessoas-sao-detidos

G1 Mundo

Nº de mortos em tragédia com imigrantes na Grécia sobe para 80; suspeitos de contrabando de pessoas são detidos

Os suspeitos de contrabandear dezenas de imigrantes que se afogaram em um naufrágio no Mar Mediterrâneo na semana passada devem responder a acusações de homicídio culposo em um tribunal grego nesta semana, enquanto o Paquistão deteve uma dúzia de acusados de envolvimento com o desastre. A Grécia recuperou mais dois corpos nesta segunda-feira, elevando o número de mortes confirmadas para 80, depois que um barco de pesca lotado com centenas […]

today19 de junho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%