G1 Santos

Sucessão familiar: desafios e soluções para garantir a perpetuidade do negócio

today17 de junho de 2024 3

Fundo
share close

É um momento único que pode determinar o destino e a continuidade dos negócios familiares, moldando não apenas o futuro da empresa, mas também as relações e dinâmicas familiares.

A importância da sucessão familiar é inegável. No Brasil, as empresas familiares correspondem a 90% das empresas ativas. Conforme dados oficiais do IBGE, elas são responsáveis por cerca de 65% do Produto Interno Bruto (PIB) e empregam aproximadamente 75% da força de trabalho.

Entre as empresas familiares brasileiras, 70% chegam à segunda geração, 10% alcançam a terceira geração e apenas 3% sobrevivem até a quarta geração.



Esses números ressaltam a urgência e a importância de abordar a sucessão familiar de maneira estratégica e cuidadosa.

Dessa forma, neste conteúdo, apresentaremos uma compreensão mais aprofundada dos desafios da sucessão familiar e orientações sobre como enfrentá-los para garantir uma transição eficaz.

Assista ao vídeo abaixo para ver como o conhecimento fornecido pela FDC – Fundação Dom Cabral em parceria com a LGK Gestão & Governança, por meio do PAEX – Parceiros Para a Excelência, tem contribuído para a modernização e crescimento da empresa G Pierotti.

LGK - G Pierotti

LGK – G Pierotti

Desafios da sucessão familiar

Os desafios da sucessão familiar podem representar obstáculos significativos para o sucesso da transição de poder e responsabilidade dentro de uma empresa. Alguns dos principais desafios enfrentados incluem:

Muitos fundadores dedicam décadas de suas vidas à construção e desenvolvimento de suas empresas, mas nem sempre se preparam adequadamente para o momento da sucessão.

A falta de um plano claro e estruturado pode resultar em incertezas, conflitos e até mesmo na descontinuidade do negócio.

Para muitos fundadores, renunciar ao controle da empresa que eles mesmos construíram pode ser uma tarefa extremamente difícil.

Mesmo quando reconhecem a necessidade de passar o bastão para um sucessor, enfrentam resistência em delegar responsabilidades e tomar um papel mais passivo na gestão.

Embora os herdeiros possam ter crescido imersos no ambiente empresarial familiar, nem sempre estão preparados para assumir as rédeas do negócio.

A falta de habilidades, experiência ou até mesmo interesse genuíno na administração da empresa, pode representar um desafio significativo para a continuidade e o sucesso do empreendimento.

A sucessão familiar muitas vezes desencadeia disputas pelo poder e divergências de interesse entre os membros da família.

Rivalidades, expectativas divergentes e visões contrastantes para o futuro da empresa podem resultar em conflitos acirrados que comprometem a harmonia familiar e o desempenho da empresa.

Uma comunicação aberta, honesta e transparente é fundamental para mitigar conflitos e garantir o alinhamento de expectativas durante o processo de sucessão. No entanto, a falta de diálogo eficaz entre os familiares pode levar a mal-entendidos, ressentimentos e decisões prejudiciais ao negócio.

Enfrentar esses desafios requer não apenas uma abordagem estratégica e pragmática, mas também um compromisso coletivo de todos os envolvidos em priorizar os interesses da empresa e da família acima de interesses individuais.

Fundador da empresa em reunião com sua equipe de gestão para ver como será sua sucessão — Foto: Envato Elements

Consequências da má sucessão

As consequências de uma sucessão malconduzida podem ser devastadoras, afetando não apenas o desempenho e a estabilidade da empresa, mas também as relações familiares e o patrimônio acumulado ao longo de gerações. Alguns dos resultados mais graves incluem:

Empresas que enfrentam problemas durante o processo de sucessão correm o risco de perder sua vantagem competitiva no mercado.

A falta de liderança eficaz e visão estratégica podem resultar em quedas de produtividade e perda de clientes para concorrentes mais ágeis e bem gerenciados.

A disputa pelo controle da empresa pode dividir a família, gerando ressentimentos, rivalidades e até mesmo rupturas irreparáveis nos laços familiares.

Esses conflitos podem se estender além das questões empresariais, afetando o relacionamento pessoal e a harmonia familiar.

Perda do patrimônio familiar

Em situações extremas, uma sucessão mal planejada pode levar à perda irreversível do patrimônio acumulado ao longo de várias gerações.

A falta de continuidade nos negócios, associada a decisões inadequadas ou disputas legais prolongadas, podem resultar na falência da empresa e na dilapidação dos ativos familiares, deixando um legado destruído e amargurado entre os membros da família.

Por estes e outros motivos é essencial abordar a sucessão familiar com seriedade, planejamento estratégico e um compromisso unificado para proteger e preservar tanto o legado empresarial quanto os laços familiares.

Priorizar uma sucessão bem-sucedida não é apenas uma questão de sobrevivência empresarial, mas também de proteção do patrimônio e do bem-estar da família como um todo.

Soluções para uma sucessão familiar bem-sucedida

Para garantir uma sucessão familiar bem-sucedida e minimizar os riscos associados aos desafios inerentes a esse processo, é essencial adotar uma abordagem proativa e estruturada. Algumas soluções-chave incluem:

Filho e pai reunidos observando os resultados da empresa após a sucessão — Foto: Envato Elements

O ponto de partida fundamental para garantir uma transição suave e eficaz é o planejamento sucessório.

O fundador deve iniciar esse processo com antecedência, elaborando um plano que contemple a formação dos herdeiros, a identificação e preparação do sucessor, bem como a definição clara dos papéis e responsabilidades de cada membro da família no negócio.

A comunicação aberta e transparente entre os membros da família é um pilar primordial para o êxito da sucessão. Estabelecer um ambiente em que todos sintam-se encorajados a expressar suas opiniões, preocupações e expectativas é o caminho para evitar mal-entendidos, ressentimentos e conflitos durante o processo de transição.

A implementação de boas práticas de governança corporativa é fundamental para profissionalizar a gestão da empresa e garantir sua sustentabilidade a longo prazo.

Isso inclui a criação de um conselho de administração independente, que possa fornecer orientação estratégica imparcial e supervisionar o processo de sucessão de forma objetiva.

Busca por ajuda especializada

Reconhecer a complexidade da sucessão familiar e buscar a orientação de consultores e empresas especializadas nesse campo é uma decisão sábia.

Esses profissionais podem oferecer insights importantes, melhores práticas e estratégias personalizadas para enfrentar os desafios específicos enfrentados pela empresa e pela família durante o processo de sucessão.

Dessa forma, a LGK Gestão & Governança oferece soluções especializadas da FDC – Fundação Dom Cabral, que são cruciais para a execução deste processo.

Com a expertise da FDC e LGK, as empresas familiares podem contar com orientações estratégicas e práticas que não apenas facilitam a transição, mas também fortalecem a estrutura e a sustentabilidade do negócio ao longo do tempo.

Assim, a sucessão familiar se torna uma oportunidade de crescimento e continuidade, perpetuando o legado e os valores da empresa para as futuras gerações.

Se você deseja saber mais, clique aqui e conheça a LGK Gestão & Governança e todas as soluções disponíveis para contribuir no crescimento e longevidade do seu negócio.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

mbappe-critica-extrema-direita-na-franca-e-gera-mobilizacao-de-atletas-contra-radicalismos

G1 Mundo

Mbappé critica extrema direita na França e gera mobilização de atletas contra radicalismos

O capitão da seleção francesa de futebol e principal estrela do time, Kylian Mbappé, criticou no domingo (16) a extrema direita da França durante uma entrevista coletiva em Düsseldorf, na Alemanha, e pediu que os jovens franceses compareçam às urnas -- o país terá eleição no fim de junho. Na coletiva, o jogador disse não querer "representar um país que não corresponde aos seus valores". Após a fala de Mbappé, […]

today17 de junho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%