G1 Mundo

Suprema Corte dos EUA permite que empresa recuse atendimento a casais do mesmo sexo

today30 de junho de 2023 10

Fundo
share close

Na decisão, sobre um caso específico no Colorado, os juízes da Suprema Corte, de maioria conservadora, entenderam que o direito constitucional à liberdade de expressão permite que empresas e donos de negócios se recusem a fornecer serviços para casamentos do mesmo sexo.

A decisão pode respingar em outros serviços prestados a qualquer pessoas LGBTQIA+.

Por 6 votos a 3, os juízes anularam a decisão de um tribunal inferior, que havia condenado a empresária Lorie Smith, de Denver, dona da empresa 303 Creative, que vende sites de casamentos personalizados.



Um procurador do estado alegou que a decisão de Smith vai de encontro a uma lei do Colorado que proíbe a discriminação apenas pela orientação sexual de clientes.

“A Primeira Emenda prevê os Estados Unidos como um lugar rico e complexo onde todas as pessoas são livres para pensar e falar como quiserem, não como o governo exige”, escreveu o relator da decisão, o juiz conservador Neil Gorsuch.

Já os três juízes liberais da Corte discordaram da decisão.

“Hoje, a Corte, pela primeira vez em sua história, concede a uma empresa aberta ao público o direito constitucional de se recusar a servir membros de uma classe protegida“, escreveu a juíza liberal Sonia Sotomayor.

Também nesta sexta, os juízes da Suprema Corte vetaram o plano do presidente do país, Joe Biden, de perdoar uma dívida de empréstimos estudantis no valor de US$ 430 bilhões (cerca de R$ 2,76 trilhões). A Casa Branca já criticou a decisão e afirmou que Biden anunciará novas ações para proteger os estudantes que recorreram aos créditos estudantis.

Suprema Corte dos Estados Unidos sentencia que dono de site de casamentos pode rejeitar serviço a casais do mesmo sexo pela orientação sexual dos clientes. — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

Antes da decisão da Suprema Corte, o governo de Colorado, grupos de direitos civis e juristas já haviam alertado em comunicado para um “efeito cascata” caso Smith vencesse.

A sentença favorável à designer de sites de casamento, argumentaram, permitirá a discriminação baseada não apenas nas crenças religiosas dos empresários, mas também em visões potencialmente racistas, sexistas e anti-religiosas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

policia-e-receita-federal-apreendem-75-kg-de-cocaina-em-navio-no-porto-de-santos,-sp

G1 Santos

Polícia e Receita Federal apreendem 75 kg de cocaína em navio no Porto de Santos, SP

Equipes da Polícia e Receita Federal, em ação conjunta com a Guarda Portuária e Marinha do Brasil, frustraram a tentativa de envio de 75 Kg de cocaína ao exterior por meio do Porto de Santos, no litoral de São Paulo. A droga foi encontrada em um navio graneleiro carregado com açúcar, que tinha como destino a Nigéria. De acordo com a Polícia Federal, o navio com a droga encontrava-se atracado […]

today30 de junho de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%