G1 Mundo

Taylor Swift está esnobando o Canadá?

today9 de julho de 2023 5

Fundo
share close

No entanto, os fãs canadenses de Taylor Swift não estão tão encantados. A turnê Eras, que começou em março, inclui mais de 100 shows até o verão de 2024, nos EUA, México, Europa, Ásia, Austrália e no Brasil. Mas, pelo menos até agora, Swift não tem planos de tocar no Canadá. Será que ela esqueceu a existência do país?

O aparente desprezo inspirou o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, a apelar pessoalmente a Swift. Depois que ela anunciou mais 14 shows no próximo ano no Reino Unido e na Europa, Trudeau apareceu nas respostas dela no Twitter, pedindo que ela reconsiderasse o calendário.

“Sou eu, oi”, escreveu Trudeau, referindo-se à música de Swift, Anti-Hero. “Eu sei que alguns lugares no Canadá amariam ter você. Então, não torne este outro verão cruel. Esperamos vê-la em breve.”



Parece que o Trudeau está falando por muitos outros Swifties que se sentem exilados no norte, se perguntando por que eles não podem ter experiências legais.

“É devastador”, disse Leila Title, de 33 anos, diretora de marketing em Toronto. “Decepção é a melhor maneira de descrever.”

A princípio, Title imaginou que Swift incluiria datas canadenses ao longo da turnê internacional. E quando os shows para o México e a América do Sul foram anunciados, sem nada planejado ao norte da fronteira com os Estados Unidos, ela começou a se preocupar que fosse uma falha.

“Ainda acho que é possível. Sempre tenho que pensar que é possível”, disse ela sobre uma turnê canadense. “Mas está se tornando cada vez menos provável.”

Jackie Engelberg, outra moradora de Toronto, esperava ver Swift em um de seus shows em Nova York, em maio de 2023, sua “única opção” sem nenhuma parada no Canadá. Mas, apesar dos melhores esforços de Engelberg — “lutando contra os bots do Ticketmaster, enfrentando os sites de revenda” — ela não conseguiu encontrar um ingresso acessível.

Então, assim como Title, Engelberg pensou que esperaria pelo anúncio da turnê canadense.

“Todas as outras turnês que ela fez, mesmo as que são apenas em estádios, no mínimo há datas canadenses incluídas”, disse Engelberg. Mas quando a chance de um anúncio canadense veio e se foi, ela ficou preocupada em perder uma turnê de Taylor Swift — que seria a primeira da fã de longa data.

“Estou, obviamente, extremamente desapontada, assim como todos os meus colegas Swifties do Canadá”, disse Engelberg.

Ela ficou surpresa ao ver pequenas cidades como Varsóvia serem selecionadas para uma temporada de três shows, enquanto Toronto — a quarta maior cidade da América do Norte — foi preterida.

Fãs canadenses esperam que Swift mude de ideia — Foto: TERENCE RUSHIN/TAS23 via BBC

“Dada a enorme população de nossa cidade e todos os fãs aqui, tenho certeza de que Taylor lotaria vários estádios”, disse Engelberg.

Ela ainda não nos disse o porquê. Nenhum motivo foi dito por Swift ou a equipe dela e sua gravadora não respondeu aos questionamentos da BBC.

Alguns especularam que pode ser devido ao tamanho do local. A maior arena do Canadá, o Commonwealth Stadium em Edmonton, Alberta, acomoda pouco mais de 56.300 torcedores. Isso é o equivalente a uma fração da capacidade de locais como Wembley, em Londres —90.000 — ou MetLife, em Nova Jersey — 82.500.

Mas isso não significa que Swift está evitando todos os locais menores. Ela fará dois shows no Aviva Stadium, em Dublin, com capacidade para 50 mil pessoas, e uma noite no Ernst Happel Stadion, em Viena, que tem espaço para pouco menos de 51 mil espectadores.

Outros se perguntam se é a fraqueza do dólar canadense, em comparação com a moeda americana — a taxa de câmbio agora é de aproximadamente 1,33 dólar canadense para cada dólar americano.

Mas isso não impediu que outros grandes artistas, incluindo Beyoncé e Ed Sheeran, se apresentassem no Canadá.

Por enquanto, pelo menos, o silêncio de Swift deixou os fãs canadenses na expectativa.

“Tudo o que eu quero é que Taylor venha aqui”, disse Title. “E eu atravessaria o país.”




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

peru-declara-emergencia-de-saude-por-surto-de-sindrome-de-guillain-barre

G1 Mundo

Peru declara emergência de saúde por surto de síndrome de Guillain Barré

O governo peruano declarou emergência nacional de saúde por 90 dias neste domingo (9) devido a um surto incomum de casos de síndrome de Guillain Barré, após a morte de quatro pessoas por essa doença que afeta o sistema nervoso. A síndrome de Guillain-Barré é uma condição neurológica rara e grave, em que o sistema imunológico do corpo ataca o sistema nervoso periférico. Isso resulta em uma inflamação dos nervos, […]

today9 de julho de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%