G1 Mundo

Tim Scott, único republicano negro no Senado norte-americano, tentará concorrer à presidência dos EUA em 2024

today19 de maio de 2023 7

Fundo
share close

Como um conservador negro, Scott é uma raridade em um país onde a política é fortemente dividida em linhas raciais. Cerca de 92% dos eleitores negros apoiaram o democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 2020, enquanto 55% dos eleitores brancos apoiaram Trump.

O senador Tim Scott fala após ser eleito nesta terça-feira (4) na disputa na Carolina do Sul — Foto: Mic Smith/AP



O senador republicano Tim Scott entrou na disputa presidencial para as eleições de 2024, de acordo com um documento enviado ao regulador eleitoral dos Estados Unidos nesta sexta-feira (19).

Na campanha, sua disposição otimista apresenta um grande contraste com outros candidatos declarados e potenciais, incluindo o ex-presidente Donald Trump e o governador da Flórida, Ron DeSantis, que retratam os EUA como um país em declínio que precisa ser resgatado de uma elite esquerdista corrupta.

Como um conservador negro, Scott é uma raridade em um país onde a política é fortemente dividida em linhas raciais. Cerca de 92% dos eleitores negros apoiaram o democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 2020, enquanto 55% dos eleitores brancos apoiaram Trump.

Scott costumava criticar Trump quando ele era presidente por fazer comentários racialmente insensíveis e bloqueou vários de seus indicados judiciais por esse motivo também. Ao mesmo tempo, o senador da Carolina do Sul acusou os democratas de explorar as tensões raciais para ganhos partidários.

Scott entra na disputa, mas sem força

Cerca de 2% dos republicanos planejam votar em Scott nas etapas primárias das eleições dos EUA, segundo pesquisas eleitorais locais. Mais da metade dos republicanos planeja votar em Trump e cerca de um quinto é a favor de DeSantis – que deve entrar na disputa nos próximos dias.

Ainda assim, as chances de Scott podem ser maiores do que parecem no papel.

Ele é bem conhecido e querido em seu estado natal, a Carolina do Sul, que desempenha um papel crucial na disputa pela indicação republicana, pois é o terceiro estado a votar.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-que-agrediu-e-forcou-ex-a-entrar-em-carro-pode-receber-pena-de-ate-nove-anos-de-prisao,-diz-delegada

G1 Santos

Homem que agrediu e forçou ex a entrar em carro pode receber pena de até nove anos de prisão, diz delegada

O homem foi detido nesta manhã, na casa dele em São Paulo. De acordo com a delegada, Rodrigo não resistiu à prisão. Ele é acusado de violência doméstica e de descumprir uma medida protetiva contra a ex-companheira, segundo a corporação. No total, a vítima registrou quatro boletins de ocorrência contra o suspeito em aproximadamente um mês. "Temos quatro inquéritos policiais concluídos em que ele foi indiciado e responderá em até […]

today19 de maio de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%