G1 Mundo

Trump reforça a intenção de desestabilizar a ajuda financeira de Biden à Ucrânia

today17 de junho de 2024 3

Fundo
share close

“Há quatro dias, ele saiu com US$ 60 bilhões. Chega em casa e anuncia que precisa de mais US$ 60 bilhões. Isso nunca acaba. Terei isso resolvido antes de tomar a Casa Branca como presidente eleito”, prometeu a seus seguidores, oferecendo informações erradas e imprecisas sobre o projeto de lei de ajuda externa assinado em abril passado pelo presidente Joe Biden.

O ex-presidente reafirmou que suspenderia a assistência de defesa à Ucrânia se saísse vencedor na disputa de novembro e ponderou que a Rússia não teria invadido o país há mais de dois anos se ele tivesse conquistado a Casa Branca, no lugar de Biden.

A perspectiva de mudança da corrente política nos EUA, acrescida dos ganhos da extrema direita no Parlamento Europeu, gera incertezas para Zelensky. A conferência de paz realizada na Suíça terminou sem consenso. Países do Sul Global, entre os quais Brasil, Índia, África do Sul e Arábia Saudita, não assinaram o documento final, apoiando a integridade territorial da Ucrânia.



Nesse contexto, as declarações de Trump e seu apoio ao russo Vladimir Putin reforçam o tom desestabilizador do candidato republicano no que se refere à segurança do país.

“É um momento realmente extraordinário. Temos um ex-presidente fora do poder ditando a política externa americana em nome de um ditador estrangeiro ou tendo em mente os interesses de um ditador estrangeiro”, observa a jornalista Anne Applebaum, colunista da revista “The Atlantic”.

Em imagem de arquivo, Volodymyr Zelensky e Donald Trump durante encontro em Nova York, em 25 de setembro de 2019 — Foto: Saul Loeb / AFP

Na semana passada, reunidos em Puglia, na Itália, Biden e seus colegas do G7 acertaram um empréstimo de US$ 50 bilhões (R$ 270 bilhões) à Ucrânia a partir dos juros gerados por ativos russos congelados pelo Ocidente. Havia naquela reunião de cúpula um clima de urgência para agilizar um acordo que assegurasse a ajuda à Ucrânia, independentemente de quem ganhe as eleições nos EUA.

Em visita ao Capitólio, Trump, por sua vez, pressionava os republicanos, reafirmando que não gostaria de ver a aprovação de novos pacotes destinados à Ucrânia. O ex-presidente é igualmente cético em relação ao papel da Otan e frequentemente desafia os aliados europeus a aumentarem suas contribuições para a aliança atlântica.

Em fevereiro passado, Trump declarou, num comício na Carolina do Sul que encorajaria a Rússia a “a fazer o que quiser” aos aliados da Otan que não pagam a sua parte na aliança militar ocidental. Essas ameaças reforçam a ansiedade tanto em Zelensky quanto em seus parceiros europeus de que, num eventual segundo mandato do republicano, todos têm motivos de sobra para verem seus maiores temores concretizados.

Donald Trump abre conta no Tik Tok

Donald Trump abre conta no Tik Tok




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

netanyahu-dissolve-gabinete-de-guerra-apos-saida-de-general-centrista-e-pressao-de-ala-radical-do-governo,-dizem-agencias

G1 Mundo

Netanyahu dissolve gabinete de guerra após saída de general centrista e pressão de ala radical do governo, dizem agências

A informação foi divulgada pelas agências Reuters e Associated Press nesta segunda-feira (17), que a credita a um funcionário de alto escalão do governo. Espera-se agora que Netanyahu mantenha consultas sobre a guerra de Gaza com um pequeno grupo de ministros, incluindo o ministro da Defesa, Yoav Gallant, e o ministro dos Assuntos Estratégicos, Ron Dermer, que integrava o gabinete de guerra. Netanyahu em 18 de fevereiro de 2024 — […]

today17 de junho de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%