G1 Mundo

Um mês após morte de Prigozhin, Putin coloca ex-comandante do Grupo Wagner para trabalhar no Ministério da Defesa

today29 de setembro de 2023 5

Fundo
share close

O governo da Rússia anunciou que Andrei Troshev, um ex-comandante do Grupo Wagner, passou a trabalhar para o Ministério da Defesa do país. As informações foram divulgadas pela agência de notícias russa RIA, citando o porta-voz do Kremlin, nesta sexta-feira (29).

Durante a reunião, Putin discutiu com Troshev sobre como as unidades voluntárias de combate estão sendo usadas na guerra da Ucrânia.

“Você mesmo lutou nessa unidade por mais de um ano. Você sabe o que é, como é feito, sabe das questões que precisam ser resolvidas com antecedência para que o trabalho de combate continue da melhor e mais bem-sucedida maneira”, disse Putin segundo comunicado divulgado pelo Kremlin.



O encontro marca mais uma tentativa de Putin de mostrar que o governo russo tem controle sobre o Grupo Wagner — três meses após uma tentativa de motim dos mercenários contra o Ministério da Defesa.

Além de Putin e Troshev, o vice-ministro da Defesa, Yunus-Bek Yevkurov, também participou da reunião.

Troshev já batalhou nas guerras russas no Afeganistão e na Chechênia. Pela atuação no Afeganistão, foi condecorado duas vezes com a Ordem da Estrela Vermelha.

Já em 2016, o militar foi premiado com a medalha de Herói da Rússia — considerada a mais alta condecoração do país — pela tomada de Palmira, na Síria, contra militantes do Estado Islâmico.

Yevgeny Prigozhin morreu em um acidente aéreo na Rússia em agosto deste ano. Ele estava em um jato executivo ligado ao Grupo Wagner com outras nove pessoas. Todos morreram.

Após o acidente, a mídia russa noticiou que Prigozhin e um comandante do grupo paramilitar teriam participado de um encontro com oficiais do Ministério de Defesa da Rússia antes de o avião decolar.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eua-oferecem-recompensa-de-us$-5-milhoes-por-responsaveis-pelo-assassinato-de-fernando-villavicencio

G1 Mundo

EUA oferecem recompensa de US$ 5 milhões por responsáveis pelo assassinato de Fernando Villavicencio

Em um comunicado do Departamento de Estado, Blinken acrescentou que a informação deve levar "à prisão ou condenação dos cúmplices e autores intelectuais" do assassinato do político. Villavicencio foi morto a tiros quando saía de um comício em Quito a poucos dias do primeiro turno presidencial, que ocorreu em 20 de agosto. Durante anos, Villavicencio e seu sucessor Christian Zurita, que ficou de fora da disputa do segundo turno de […]

today29 de setembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%