Pleno News

Uma resposta para Lula, sobre a fundação do Estado de Israel

today28 de abril de 2023 7

Fundo
share close

Lawrence Maximo
28/04/2023 19h01




Lula





Diante das patacoadas em solo europeu, Lula colecionou polêmicas, eclodindo uma geopolítica pífia e vexatória, entre mentiras e falácias, com destaque sobre a fundação do Estado de Israel.

Na quarta-feira (26), em cerimônia na Espanha, Lula afirmou que a ONU era tão forte que, em 1948, conseguiu criar o Estado de Israel – mas em 2023, não consegue criar o Estado palestino.

Entretanto, ao contrário dessa declaração infundada, Israel não foi criado pela Organização das Nações Unidas – é importante olhar para os fatos históricos.

Em 29 de novembro de 1947, a Assembleia da ONU votou uma proposta para dividir o território do mandato britânico em dois estados: judeu e árabe.

À frente da reunião da Assembleia das Nações Unidas estava o diplomata brasileiro Oswaldo Aranha. Os judeus – a liderança de cerca de 600 mil pessoas que viviam na área do mandato – concordaram. Os árabes que viviam na área do mandato e os países árabes vizinhos não aceitaram a decisão e lançaram um ataque às aldeias e cidades judaicas.



O Estado de Israel foi fundado depois da guerra empreendida pelos exércitos do Egito, Jordânia, Síria, Líbano e Iraque contra os judeus.

Os árabes tiveram a oportunidade de estabelecer um Estado e o rejeitaram, provavelmente pensando que derrotariam Israel e estabeleceriam um Estado em todo o território do mandato britânico.

Quanto a um Estado para palestinos, tampouco a ONU ou outros organismos internacionais têm o papel de criá-lo atualmente, a não ser que os próprios palestinos e israelenses venham a selar a paz de forma independente. O que, infelizmente, torna-se difícil, especialmente diante da divisão entre as próprias principais lideranças palestinas, entre o Fatah, partido do presidente Mahmoud Abbas, e o Hamas, grupo terrorista que controla ditatorialmente a Faixa de Gaza.

Eles escolheram investir o dinheiro internacional que receberam e seus esforços para construir um sistema militar terrorista contra Israel, e não, por exemplo, no desenvolvimento de infraestrutura e construção de instituições para o bem-estar de seus residentes.

A origem de Israel está na Bíblia, aproximadamente 4 mil anos. O livro do Gênesis menciona Jacó, um dos filhos de Isaque, filho de Abraão, que teria seu nome, conforme a Gênesis, mudado por Deus para Israel, e que teve 12 filhos, que geraram 12 tribos conhecidas como as tribos dos “filhos de Israel”. Judá é o quarto dos filhos de Israel.

Esta semana, o moderno Estado de Israel comemorou o Yom HaAtzmaut (Dia da Independência), um país de apenas 75 anos!

Por fim, Lula ecoando a diplomacia da mesa de bar é um fiasco sem precedentes, colecionando copos de cervejas e muita embriaguez, enlouquecendo a comunidade internacional e envergonhando a imagem do Brasil…

Siga-me no Instagram conheça meus trabalhos!

Lawrence Maximo é analista político, professor universitário e escritor. Mestrando em Ciências Políticas Internacionais: Cooperação Internacional, Mestre em Missiologia, Pós-graduado em Ciência Política: Cidadania e Governação e Pós-graduado em Antropologia da Religião. Historiador e Teólogo. Escreve artigos para o jornal Gazeta do Povo e Revista Esmeril.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Lawrence Maximo

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guarda-compartilhada-e-guarda-alternada-de-filhos?-qual-a-diferenca?

G1 Santos

Guarda compartilhada e guarda alternada de filhos? Qual a diferença?

Sem dúvida, o senso comum, em algumas oportunidades, confunde o guarda compartilhada com guarda alternada de filhos. A guarda compartilhada decorre de lei e determina que compete a ambos os pais, juntos, assumirem a tarefa e a responsabilidade dos filhos, no que se refere a todos os aspectos da vida deles, como educação, saúde, lazer etc. A guarda compartilhada estabelece a custódia física da criança/adolescente com o pai ou com […]

today28 de abril de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%