G1 Mundo

Usuário expulso do Twitter por rastrear avião de Elon Musk começa a postar no Threads, a rede social concorrente

today10 de julho de 2023 8

Fundo
share close

O homem por trás da conta ElonJet, Jack Sweeney, um estudante universitário, agora publica posts no Threads, o concorrente do Twitter lançado recentemente pela Meta, a empresa dona do Facebook. A primeira publicação da conta foi “ElonJets chegou ao Threads!”.

Os dados sobre as decolagens e pousos são públicos. A conta de rede social, na prática, só separava as informações a respeito do jato de Musk e dava mais visibilidade a elas.

Assim que comprou o Twitter por US$ 44 bilhões no ano passado, Musk disse que deixaria a conta permanecer funcional, mas depois de um tempo, ele mudou de ideia, com o argumento de que as contas que divulgação informação em tempo real representam um risco à segurança física.



Contas que publicassem informações de localização com atraso poderiam permanecer, no entanto. Por isso, Sweeney retornou ao Twitter com a conta ElonJet but Delayed, que posta informações sobre o avião de Musk com um atraso de 24 horas.

O empresário já ameaçou processar o estudante.

Sweeney também possui contas semelhantes em outras plataformas de mídia social, incluindo Instagram e Bluesky. O jato privado de Musk não é o único que ele rastreia: também são publicadas informações sobre aviões usados por Mark Zuckerberg, o ex-presidente Trump, o governador da Flórida Ron DeSantis, Jeff Bezos, Kim Kardashian e Taylor Swift.

O aplicativo concorrente do Twitter foi lançado pelo Instagram na quarta-feira (5). Mark Zuckerberg, o dono da Meta, diz que almeja ter rede de conversas públicas com mais de 1 bilhão de usuários.

Atualmente, o Twitter tem cerca de 200 milhões de usuários ativos. A rede social, que foi comprada por Elon Musk em 2022, tem 17 anos.

O Threads foi lançado em mais de 100 países e está disponível para iOS e Android.

Até sexta-feira, o Threads tinha 70 milhões de usuários.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%