G1 Santos

Veja o que se sabe sobre a mulher que dopou e estuprou a amiga da filha com o marido

today1 de outubro de 2023 13

Fundo
share close

A Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que a Luciana Cristina de Jesus vivia escondida na Rua dos Pássaros e, contra ela, existia um mandado de prisão expedido pela 3ª Vara Criminal de São Vicente. A mulher já foi condenada a 25 anos e 6 meses de prisão.

Depois do crime, em 2019, e apesar dos relatos apresentados pelo casal, que foi detido tentando fugir para São Paulo, Luciana teve concedida liberdade provisória com as medidas cautelares, ou seja, tinha que comparecer mensalmente em juízo para justificar suas atividades; estava proibida de manter contato com a vítima e familiares e não podia deixar a região sem autorização do juízo.

Ela foi presa no momento em que saia de casa para buscar a filha na escola. Ela tem três crianças, duas meninas e um menino. Uma das garotas era amiga da adolescente estuprada.



Segundo a SSP-SP, a polícia investigava e buscava pistas sobre a mulher desde dezembro de 2021, quando foi considerada foragida pelo crime cometido dois anos antes.

A secretaria informou que, usando um sistema de inteligência, a polícia conseguiu identificar que a mulher morava no bairro Montanhão, na cidade do ABC paulista.

A prisão foi feita pela Força Tática do 6° Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 3ª Vara Criminal de São Vicente. Luciana foi levada ao 1° Distrito Policial (DP) de São Bernardo do Campo, onde o caso foi registrado como captura de procurado.

O marido Marcílio Maximino, de 38 anos, confessou à polícia, quando preso, ter comprado um ‘medicamento’ para dopar a adolescente. O casal teria combinado o crime, que foi cometido na casa, no quarto deles. Os filhos estavam no imóvel durante a consumação do estupro.

A vítima e a filha de Luciana estavam arrumando a casa quando a condenada voltou do supermercado com um refrigerante, colocou a substancia no líquido e serviu para a adolescente, que bebeu e logo disse ter se sentido “grogue” e com “as pernas bambas”

Áudio mostra Luciana pedindo que mãe de vítima a deixasse ajudá-la a arrumar a casa

Áudio mostra Luciana pedindo que mãe de vítima a deixasse ajudá-la a arrumar a casa

A vítima havia brincado com a filha do casal até tarde e dormiu na casa de Luciana e Marcílio, que eram amigos dos pais da adolescente.

No dia seguinte as meninas foram à escola e, a mulher pediu para que a vítima voltasse para ajudar a limpar a casa. Foi nesse retorno que bebeu o refrigerante batizado.

Depois de começar a se sentir grogue, a menina contou que iria para o quarto das filhas do casal para se trocar, momento em que lembrou ter sido acariciada pelo pai das garotas. O homem então sugeriu que a adolescente fosse para o quarto dele. Ela contou ter começado a passar mal e deitou na cama.

Segundo a polícia, a vítima acordou nua e com o suspeito ao lado.

A adolescente saiu correndo do quarto e deu de cara com as filhas do casal e a irmã de Luciana [condenada por estuprá-la]. Diante da cena e nervosismo demonstrado pela adolescente, a PM foi acionada. Os policiais que atenderam a ocorrência encaminharam a menina para a delegacia.

  • Atentou contra a própria vida

Os policiais encontraram o casal na praça de pedágio da Rodovia dos Imigrantes. Eles tentavam fugir para São Paulo. Em depoimento, o homem admitiu que tinha comprado o medicamento usado para drogar a vítima e afirmou ter combinado a ação com a mulher. Luciana também confessou o crime.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sarue-resgatado-em-empresa-de-reciclagem-parece-sorrir-para-a-foto;-veja-as-imagens

G1 Santos

Saruê resgatado em empresa de reciclagem parece sorrir para a foto; veja as imagens

Um gambá-de-orelhas-pretas (Didelphis aurita), conhecido como saruê, foi resgatado pela Guarda Civil Municipal (GCM) Ambiental em um estabelecimento de reciclagem no distrito de Vicente de Carvalho em Guarujá, no litoral de São Paulo. Ao g1, o biólogo Jorge dos Santos, informou, neste domingo (1), que os hábitos noturnos dos saruês tornam raras as aparições deles durante o dia. Ainda segundo o biólogo, os gambás-de-orelhas-pretas têm uma dentição muito afiada e […]

today1 de outubro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%