G1 Santos

Veja o que se sabe sobre os estragos causados pelo temporal que castigou as cidades da Baixada Santista

today20 de fevereiro de 2023 28

Fundo
share close

Bertioga e Guarujá, cidades mais afetadas pelas fortes chuvas, estão em estado de calamidade pública. O governo de São Paulo publicou o decreto sobre a medida neste domingo (19).


Bertioga foi a cidade onde mais choveu durante o temporal — Foto: Divulgação



O temporal começou na tarde de sábado (18) e só perdeu intensidade na tarde de domingo (19), quando já havia chovido 683 milímetros em Bertioga, cidade que registrou o maior volume de água. O município fica colado em São Sebastião, no litoral norte, cidade mais afetada pela tragédia – foram registradas 35 mortes e outras tantas pessoas permanecem desaparecidas.

  • Bertioga registrou 683 milímetros de chuva durante o temporal. O maior volume entre todas as cidades do litoral de SP. A média histórica na cidade em fevereiro é de 347 mm, segundo o Instituto Climatempo.
  • Em Guarujá, volume de chuva foi de aproximadamente 400 milímetros, o maior dos últimos 70 anos na cidade. A média prevista para todo o mês de fevereiro era de 234 mm.
  • Em Santos, o índice foi 173,2 mm. As rajadas de vento chegaram a 61,km/h e a maré atingiu 2,10m, o que gerou ressaca e interrompeu a travessia de balsas e navegação no Porto de Santos, o maior da América do Sul.
  • A Defesa Civil de São Vicente informou o acumulado de chuva foi de 173.2 mm. O município está em estado de atenção.
  • A Coordenadoria da Defesa Civil de Itanhaém informou, que o volume pluviométrico chegou a 110mm.
  • Praia Grande registou volume de 163 milímetros durante a tempestade.
  • A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Cubatão disse que o acumulado de chuva foi de 55mm.
  • Em Mongaguá o volume apurado foi de 132.8 mm.

Registro de árvores que caíram em Santos após tempestade que atingiu a região — Foto: Defesa Civil

  • Aproximadamente190 pessoas ficaram desalojadas em Guarujá. Foram disponibilizados dois polos para abrigar os moradores.
  • Em Bertioga, a Defesa Civil informou que, até o momento, 18 pessoas estão desalojadas e foram abrigadas na Quadra da Escola José de Oliveira, no Rio da Praia.

Estragos de pista da Mogi-Bertioga se estendem até o canteiro — Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação

  • Um trecho do asfalto da rodovia Mogi-Bertioga (SP-098) cedeu e a estrada que dá acesso a Bertioga está interditada desde a madrugada deste domingo (19). De acordo com o DER, não há previsão de liberação.
  • A Estrada que dá acesso ao Morro Sorocotuba, em Guarujá, sofreu queda de barreira no sábado (18) e foi liberada parcialmente no domingo (19).
  • Em Bertioga, os moradores foram bastante afetados pelos alagamentos. Algumas pessoas usaram pequenos barcos para se movimentar pela cidade.
  • A travessia de barcas e balsas entre Santos/Guarujá e Bertioga/Guarujá foram interrompidas durante o temporal.
  • O Porto de Santos teve a navegação interrompida entre a tarde de sábado (18) e manhã de domingo (19).
  • Os morros de Santos permanecem em estado de atenção e as áreas de encostas são monitoradas. Foram registradas ocorrências de quedas de árvores na Vila Mathias, no Morro São Bento; no bairro Campo Grande; na Aparecida e na Zona Noroeste.
  • Em Guarujá, houve deslizamento de terra no Morro do Sorocotuba
  • Foi registrada, a queda de uma árvore em Itanhaém.
  • A CET- Santos registrou pontos de alagamentos na Avenida Nossa Senhora de Fátima, nos dois sentidos, no domingo (19).
  • Em São Vicente foram registrados pontos de alagamento na Avenida Penedo, Avenida Augusto Severo, Avenida Manoel de Abreu, Avenida Castelo Branco, Rua Frei Gaspar próximo ao Tancredo Neves.
  • Houve pontos de alagamento na Vila Noel em Cubatão, mas não atingiram as residências. O município continua em estado de observação.
  • Em Guarujá, as principais bairros afetados foram Perequê, Pernambuco, Maré Mansa e Morrinhos.
  • Bertioga registrou alagamentos por toda a cidade, com estragos nos condomínios Morada da Praia e Acapulco.

Comdominio de luxo fica totalmente alagado após chuvas que atingiram a região da Baixada Santista — Foto: Acontecem em Bertioga

  • Bertioga está arrecadando roupas, alimentos não perecíveis, colchões e roupas de cama. Os pontos de coleta são no Fundo Social de Solidariedade, na Vila do Bem Boraceia e no Centro Comunitário da Vila do Bem Chácaras, na Casa da Cultura e na Pousada Clariô, no Indaiá.
  • O Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Guarujá solicita doações de kits de higiene (pasta de dente, escovas, sabonetes, absorventes, desodorantes, pentes), roupas de cama (lençol, fronha, travesseiros e cobertores), colchões, fraldas, leite e toalhas de banho.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

bertioga-e-guaruja-estao-em-estado-de-calamidade-publica-apos-temporal-que-castigou-o-litoral-de-sp

G1 Santos

Bertioga e Guarujá estão em estado de calamidade pública após temporal que castigou o litoral de SP

Em Bertioga choveu o equivalente a 683 milímetros, enquanto média histórica para o mês de fevereiro é de 347 mm, segundo o Instituto Climatempo. Em Guarujá, o volume de chuva ultrapassou os 400 mm. As cidades parecem ter sido invadidas pela água, tamanha a quantidade de chuva que atingiu os municípios nas últimas horas. Entre os problemas registrados estão ruas alagadas, quedas de barreiras e de árvores, falta de energia, […]

today20 de fevereiro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%