G1 Santos

Veterinário vira ‘terapeuta’ de gatos após adotar felino com síndrome de pica

today14 de maio de 2023 9

Fundo
share close

Um veterinário de 33 anos decidiu se especializar em psiquiatria felina após adotar um gato com síndrome de pica, um transtorno alimentar grave, que faz a pessoa ou animal comer coisas sem valor nutricional, como gelo, papel ou terra. Ao g1, neste domingo (14), Guilherme Dornelas, de 33 anos, contou que acredita que Baguera, como o felino é chamado, ficou dias sem comer antes de ser resgatado. “Quando começava a comer, comia desesperadamente e qualquer coisa”.

“Aos poucos, eu fui inserindo na rotina dele brinquedinhos que ele não conseguia comer, mas que gastava um tempo até conseguir chegar na comida”, explicou o veterinário.

Segundo Guilherme, que é morador de Santos, no litoral de São Paulo, como em qualquer transtorno compulsivo, o tratamento foi estimular o animal a esquecer a compulsão e tirar eliminar ou dificultar o acesso aos elementos mais procurados.



Ele disse, por exemplo, ter lacrado a lata de lixo da casa, onde o Baguera costumava comer os resíduos. O felino chegou a quase precisar de cirurgia para retirar do estômago as substâncias impróprias que ingeria.

Hoje, após o sucesso no tratamento do Baguera e a especializações na área, Dornelas se tornou um “terapeuta” de gatos e auxilia dezenas de felinos, que, assim como os humanos, podem desenvolver transtornos mentais, como ansiedade, depressão e bipolaridade.

Gato Baguera foi o responsável por fazer Guilherme Dornelas se interessar por psiquiatria felina — Foto: Arquivo Pessoal

Dornelas atende à domicílio, o que, de acordo com o veterinário, o ajuda a identificar os problemas na rotina e no ambiente do gato. As mudanças nesses aspectos são as principais causas dos transtornos mentais dos animais.

Para o especialista, a psiquiatria felina é essencial, já que os humanos tiraram os gatos do habitat, que era a selva, e os transformaram em animais domésticos.

“A psiquiatria ajuda a entender melhor a mente daquele gatinho que não fala, mas se comunica de muitas formas. [Os veterinários psiquiátricos] fazem essa tradução para os tutores e tiram a distância desses dois mundos [selvagens e domésticos]”, disse Dornelas.

Além de Baguera, Guilherme Dornelas adotou as gatas Trinity e Miura — Foto: Arquivo Pessoal

O veterinário afirmou que, apesar de muitos tutores pedirem por medicamentos, ele só prescreve quando o gato está machucando a si próprio. Dornelas acredita que o melhor tratamento é estimular o felino e enriquecer o ambiente, onde o animal vive. Para isso, os cuidadores precisam atuar em conjunto com o profissional para melhorar a qualidade de vida do gato.

Apesar de ser uma especialidade pouca conhecida no Brasil, Dornelas finalizou que não há uma resistência nos tutores em procurá-lo. Segundo o veterinário, quando o consultam, já estão insatisfeitos com o comportamento dos animais e em busca da solução.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

quatro-avioes-militares-russos-sao-derrubados-perto-da-fronteira-com-a-ucrania,-dizem-agencias-russas

G1 Mundo

Quatro aviões militares russos são derrubados perto da fronteira com a Ucrânia, dizem agências russas

A causa das explosões não foi confirmada oficialmente. Segundo a agência de notícias russa Kommersant, forças ucranianas teriam armado uma emboscada para derrubar um caça-bombardeiro Su-34, um caça Su-35 e dois helicópteros. O Su-34 é considerado um dos principais equipamentos do exército russo. A agência de notícias estatal russa TASS noticiou a queda do Su-34 em Bryansk, mas não especificou a causa. A agência também citou serviços de emergência da […]

today13 de maio de 2023 25

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%