G1 Mundo

Vini Jr.: Quatro detidos são liberados sob fiança

today25 de maio de 2023 12

Fundo
share close

Os quatro agora responderão em liberdade pelos crimes de ódio e contra a integridade moral do jogador.

Nesta quinta, o juiz autorizou a soltura dos quatro com a condição de que eles fiquem proibidos de se aproximar e de se comunicar com Vinicius Jr. enquanto aguardam a conclusão do caso. A Justiça ainda avalia se levará os suspeitos a julgamento.

Os outros três homens detidos na terça-feira pela polícia espanhola também já foram soltos. Eles são torcedores que estavam no Mestalla, o estádio do Valencia, no domingo (21), e estão entre os que chamaram o brasileiro de “macaco”, segundo as investigações.



A polícia, com a ajuda da direção do Valencia, ainda busca outros torcedores que também xingaram Vini Jr.

Ao lado dela havia uma grande faixa vermelha e branca — as cores do Atlético — com os dizeres “Madri odeia o Real”.

Imagem da faixa com boneco com camiseta de Vinicius Jr. em Madri — Foto: Reprodução/@JanaDahoui

Em janeiro, na noite anterior a um jogo entre o Real Madrid, time de Vinicius Jr., e o Atlético de Madrido o boneco com a camisa do brasileiro apareceu pendurado em uma ponte. Em cima dele, foi pendurada uma faixa com a inscrição: “Madri odeia o Real”.

De acordo com a polícia, os autores são membros de “um grupo radical de torcedores” do Atlético de Madri, que “já haviam sido sinalizados durante os jogos como de “alto risco”.

O tribunal disse que os quatro suspeitos também estão proibidos de se aproximar dos campos de treinamento do Real Madrid. Eles não poderão chegar a menos de 1.000 metros dos estádios Santiago Bernabeu, do Real Madrid, e Civitas Metropolitano, do Atlético de Madrid, nem de qualquer estádio da LaLiga durante as partidas de futebol.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

acusado-por-genocidio-de-ruanda-mais-buscado-no-mundo-e-preso-na-africa-do-sul

G1 Mundo

Acusado por genocídio de Ruanda mais buscado no mundo é preso na África do Sul

Fulgence Kayishema era o acusado pelo genocídio mais buscado no mundo, e estava foragido havia mais de 20 anos. Ele é apontado como o responsável por ter planejado a morte de cerca de 2.000 tutsis que estavam refugiados em uma igreja, durante o genocídio. Segundo informou nesta quinta-feira (25) o tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU) para Crimes de Guerra, que julga os envolvidos no genocídio, Kayishema foi preso […]

today25 de maio de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%