G1 Santos

Virado à paulista foi criado pelos bandeirantes e virou patrimônio imaterial do estado; aprenda

today18 de novembro de 2022 76

Fundo
share close

O virado à paulista é um dos pratos típicos de São Paulo, uma cidade com uma rica diversidade cultural e gastronômica. A combinação de grãos e carnes foi criada durante as expedições dos bandeirantes, no século XVII. Com o passar do tempo, o virado à paulista se tornou tão popular que foi reconhecido como patrimônio imaterial do estado de São Paulo.

A personal chef Cecilia Oliveira, de Santos, no litoral de São Paulo, adora uma boa comida brasileira. Um dos pratos preferidos dela é o virada paulista e sempre saboreava na companhia do pai.

Cecília conta que a preparação foi criada, na época do Brasil Colônia, como forma de alimentação dos bandeirantes durante as expedições. Alimentos como o feijão, a farinha e as carnes chacoalhavam e ficavam revirados, dando origem ao nome do prato.



Ela explica que o virado à paulista é composto por arroz, tutu de feijão, bisteca, couve refogada e a banana a milanesa. Com o tempo, surgiram algumas adaptações incluindo linguiça, torresmo, ovo frito, entre outros ingredientes, variando de um restaurante para outro. É uma refeição completa, pode ser servida em qualquer almoço ou jantar (veja a entrevista no vídeo abaixo).

Culinária #013: Aprenda a fazer o virado à paulista

Culinária #013: Aprenda a fazer o virado à paulista

Apesar de ter vários elementos, o virado à paulista é uma receita muito prática de preparar. Segundo a chef, a receita deve ser iniciada pelo básico arroz e feijão. É preciso deixar os grãos bem molinhos para se fazer o tutu, adicionando a farinha aos poucos.

Depois, grelhar a bisteca e a linguiça. Logo em seguida, refogar a couve, fritar o ovo e, por fim, a banana a milanesa. A chef orienta passar a fruta em duas farinhas diferentes para deixá-la bem crocante (confira a receita abaixo ou no vídeo acima).

Personal chef Cecilia Oliveira em entrevista a jornalista Mariane Rossi, do g1 — Foto: g1 Santos

Confira a receita do virado à paulista da Cecilia Oliveira:

  • 3 xícaras de feijão cozido e batido no liquidificador
  • 2 dentes de alho picados ou amassados
  • 1 cebola picada
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • 1/2 xícara de farinha de mandioca crua
  • 2 colheres de sopa de óleo de soja ou azeite
  • 3 xícaras de água
  • 2 bistecas
  • Suco de 2 limões
  • Óleo para fritura
  • 1/2 kg de lingüiças frescas
  • 3 litros de água fervente
  • 2 bananas nanicas
  • 1 ovo batido com 1 copo de leite
  • Farinha de trigo, para empanar
  • Sal a gosto
  • 1 maço de couve, lavado e higienizado
  • 1/2 kg de panceta

Virado à paulista preparado pela personal chef Cecilia Oliveira — Foto: Mariane Rossi/g1

  1. Refogue a cebola e o alho.
  2. Quando a cebola estiver transparente, junte o feijão e deixe ferver por uns 10 minutos para que tome o gosto dos tempero.
  3. Acrescente duas xícaras de água e sal a gosto.
  4. Quando estiver encorpado, junte uma xícara de farinha de mandioca.
  5. Mexa sem parar, até que tome o aspecto de um pirão grosso.
  1. Tempere as bistecas com o suco dos limões, o sal e a pimenta do reino a gosto.
  2. Deixe descansar por 1 hora.
  3. Em uma panela pré-aquecida, acrescente o óleo ou o azeite, as bistecas e frite com a panela tampada, acrescentando água na medida em que for secando.
  4. Após uns 30 minutos, retire do fogo e sirva como acompanhamento do tutu.
  1. Cozinhe as linguiças em água fervente por 20 minutos ou até que estejam completamente cozidas.
  2. Corte-as em rodela e frite em uma panela pré – aquecida.
  1. Corte as bananas ao meio e passe pelo ovo batido.
  2. Depois, passe pela farinha de trigo e, em seguida, pela farinha de rosca.
  3. Frite em óleo bem quente e por imersão (mergulhando o ingrediente no óleo).
  1. Em uma frigideira antiaderente e pré-aquecida, acrescente um fio de óleo e, em seguida, o ovo.
  2. Salpique o sal. Tampe a panela e coloque um pouco de água até atingir o ponto desejado.
  3. Retire do cozimento e sirva.
  1. Retire os talos das folhas de couve
  2. Enrole as folhas, formando um rocambolezinho.
  3. Com uma faca bem afiada e com a ajuda dos dedos para definir a espessura, corte a couve finamente.
  4. Em uma panela pré-aquecida, acrescente o óleo e o sal.
  5. Refogue a couve rapidamente e sirva.
  1. Corte a panceta em tiras para torresmo.
  2. Coloque o bicarbonato na água fervente
  3. Cozinhe o torresmo na água fervente por uns 20 minutos ou até que solte bastante espuma.
  4. Retire do cozimento, escorra e frite em óleo bem quente com a panela tampada.
  5. Retire da fritura e escorra em papel toalha

Virado à paulista preparado pela personal chef Cecilia Oliveira — Foto: Mariane Rossi/g1

Virado à paulista preparado pela personal chef Cecilia Oliveira — Foto: Mariane Rossi/g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

lei-lgbt-nos-eua-ameaca-liberdade-religiosa,-adverte-jurista

Gospel Prime

Lei LGBT nos EUA ameaça liberdade religiosa, adverte jurista

Matt Sharp, um advogado do escritório conservador de advocacia Alliance Defending Freedom (ADF), está advertindo que a aprovação da Lei de Respeito ao Casamento pode acabar “explodindo completamente a compreensão do casamento”, e desencadear um aumento das batalhas legais para os cristãos. “Esta lei enganosamente chamada Lei de Respeito ao Casamento realmente desrespeita o povo americano e ameaça nossa liberdade mais básica. O que ela faz é exigir que o […]

today18 de novembro de 2022 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%