G1 Mundo

Virgin Galactic deve fazer nesta quinta seu 1º voo comercial ao espaço; conheça a missão

today29 de junho de 2023 16

Fundo
share close

Confira abaixo as principais informações sobre a missão.

Como será a primeira missão?

A primeira missão comercial da Virgin Galactic terá fins científicos. Batizada de Galactic 01, a viagem levará três integrantes da Força Aérea Italiana e do Conselho Nacional de Pesquisa da Itália, que vão conduzir uma pesquisa sobre microgravidade durante o voo.



A empresa ainda não detalhou a segunda missão comercial, prevista para agosto e chamada de Galactic 02.

Nave da Virgin Galactic durante a Unity 24, missão de teste realizada em abril de 2023 — Foto: Divulgação/Virgin Galactic

A missão contará com quatro passageiros e dois pilotos. Veja quem são eles:

  • Walter Villadei, coronel da Força Aérea Italiana: vai usar traje de última geração capaz de captar dados biométricos e respostas biológicas;
  • Angelo Landolfi, tenente-coronel e médico da Força Aérea Italiana: vai conduzir testes para medir o desempenho cognitivo e investigar como certos líquidos e sólidos se misturam num ambiente de microgravidade;
  • Pantaleone Carlucci, engenheiro no Conselho Nacional de Pesquisa da Itália: vai conduzir testes vestindo sensores que examinam métricas como frequência cardíaca e função cerebral;
  • Colin Bennett, instrutor de astronautas da Virgin Galactic: treinou equipe de passageiros e vai avaliar experiência de voo durante a missão;
  • Miske Masuccio, comandante: tenente-coronel aposentado da Força Aérea dos Estados Unidos, pilota desde 1982 e tem mais de 10 mil horas de experiência;
  • Nicola Pecile, piloto da unidade: tenente-coronel aposentado da Força Aérea Italiana, pilota desde 1991 e tem mais de 7 mil horas de experiência em voo.

Outras duas pessoas estarão na VMS Eve, o “porta-aviões” que voa até uma altitude determinada e, depois, se desacopla da nave em que estão os passageiros. Na VMS Eve, estarão Kelly Latime, que será a comandante, e Jameel Janjua, o piloto.

Os clientes tinham que fazer um depósito inicial de US$ 150 mil e concluir o pagamento antes do voo.

Antes disso, de 2005 a 2013, a companhia vendeu 600 passagens mais “baratas” – entre US$ 200 mil e US$ 250 mil (entre R$ 960 mil e R$ 1,2 milhão).

VÍDEO: Veja os melhores momentos do voo de Richard Branson ao espaço

VÍDEO: Veja os melhores momentos do voo de Richard Branson ao espaço

Os dois voos serão suborbitais, isto é, não vão ultrapassar a atmosfera terrestre. Na viagem feita por Branson, a aeronave alcançou 89 quilômetros de altitude, pouco acima dos 80 quilômetros que os Estados Unidos usam para definir o “início” do espaço.

No voo suborbital, a nave sobe até um ponto máximo e depois volta ao solo. Por alguns instantes, os passageiros têm a sensação de gravidade zero. Esse tipo de voo costuma durar poucos minutos – a missão com Branson, por exemplo, levou cerca de 20 minutos.

Entenda a diferença de voo suborbital e orbital

Entenda a diferença de voo suborbital e orbital

Como é a nave da Virgin Galactic?

Em vez de um foguete, a empresa faz suas missões com um avião: é o modelo SpaceShip Two, que foi chamado de VSS Unity na missão com Branson. Ele é transportado até certa ponto pelo “porta-aviões” VMS Eve. Depois, os motores do avião são ligados, e ele se desacopla para completar o voo sozinho.

No voo de Branson, o avião se soltou a uma altitude de 15 quilômetros e, então, completou o trajeto ao extremo da atmosfera.

As diferenças entre as naves de turismo espacial da SpaceX, da Blue Origin e da Virgin Galactic — Foto: Arte/g1

A nave da Virgin Galactic — Foto: Arte/g1

Interior do avião espacial da Virgin Galactic. — Foto: Divulgação/Virgin Galactic




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

pecas-do-submarino-e-possiveis-restos-humanos-sao-levados-a-investigadores-para-descobrir-a-causa-da-implosao

G1 Mundo

Peças do submarino e possíveis restos humanos são levados a investigadores para descobrir a causa da implosão

No fim do dia, as autoridades afirmaram que possíveis restos humanos foram encontrados entre as partes do submarino que foram retiradas do mar. O Titan era o submersível que levava cinco pessoas aos destroços do Titanic quando implodiu. Todos a bordo morreram. Esses destroços só chegaram à terra firme seis dias depois de a Guarda Costeira dos EUA anunciar ter encontrado os restos do submarino e confirmado a morte dos […]

today29 de junho de 2023 74

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%