G1 Mundo

Vulcão Láscar: coluna de fumaça de 6.000 metros leva a decreto de alerta no Chile

today12 de dezembro de 2022 34

Fundo
share close

O vulcão Láscar, localizado no norte do Chile, mais precisamente na região de Antofagasta, entrou em atividade na tarde de sábado, provocando também pequenos tremores de terra.

Até este domingo, não havia registro de feridos ou danos a residências nas cidades vizinhas.

No entanto, para proteger os habitantes das áreas circundantes, o Serviço Nacional de Geologia e Minas (Sernageomin) emitiu um alerta amarelo e fez uma reunião para determinar as ações preventivas a serem tomadas.



O órgão observou que o vulcão mostrou atividade incomum nas últimas horas e está “instável”.

Os moradores de Talabre, em Antofagasta, afirmaram ter notado as primeiras atividades do vulcão por volta do meio-dia de sábado.

Apesar da gigantesca nuvem de fumaça que o Láscar emitiu, composta de cinzas vulcânicas e gases quentes, acredita-se que nenhuma casa tenha sido danificada.

As autoridades estabeleceram um perímetro de isolamento, a cinco quilômetros da cratera do vulcão.

Láscar, no norte do país, fica a 70 km de San Pedro de Atacama, um destino turístico popular para caminhadas e visitas ao deserto de Atacama, o lugar mais seco da Terra.

Em abril de 1993, uma fina camada de cinzas do vulcão Láscar chegou à cidade de Porto Alegre, e encobriu carros e casas. Na época, o vulcão registrou uma de suas mais fortes erupções.

Em 2015, brasileira filmou erupção de outro vulcão (Calbuco); RELEMBRE EM VÍDEO:

Brasileira filma vulcão Calbuco em erupção no Chile

Brasileira filma vulcão Calbuco em erupção no Chile




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

jornalista-de-emissora-arabe-morre-na-cobertura-da-copa-do-mundo;-e-o-segundo-profissional-a-morrer-no-catar

G1 Mundo

Jornalista de emissora árabe morre na cobertura da Copa do Mundo; é o segundo profissional a morrer no Catar

O jornalista Khaled Al-Musallam morreu durante a cobertura da Copa do Mundo de 2022, no Catar. A informação foi confirmada neste sábado (10) pela a emissora árabe 'Al Kass', que empregava Al-Musallam. "Os canais Al-Kass lamentam a morte de Khaled Al-Musallam, fotógrafo do Departamento de Criatividade", escreveu a emissora, sem dar mais detalhes. É a segunda morte de um jornalista esportivo durante a Copa do Mundo. Também no sábado (10), […]

today12 de dezembro de 2022 16

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%