G1 Mundo

Ao menos 32 morrem em incêndio em centro de reabilitação de drogas no Irã, um dos países com mais problemas com dependentes no mundo

today3 de novembro de 2023 6

Fundo
share close

De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, o Irã tem um dos mais graves problemas de dependência no mundo.


Imagem de heroína apreendida na Alemanha — Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters



Um incêndio de grandes proporções em um centro de reabilitação de drogas no norte do Irã matou pelo menos 32 pessoas e feriu 16, informou a mídia iraniana nesta sexta-feira.

A investigação inicial apontou que um aquecedor no campo de reabilitação de ópio em Langarud, na província de Gilan, no Mar Cáspio, foi a causa do incêndio que se espalhou para o resto do local, disse o vice-governador da província, segundo a agência de notícias semi-oficial Fars.

“O gerente e outros possíveis culpados foram presos para que a causa do incidente seja determinada com mais precisão”, informou o site de notícias Tasnim.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, o Irã tem um dos mais graves problemas de dependência no mundo.

O país fica na principal rota de tráfico de papoula, a fonte do ópio e da heroína, do Afeganistão para a Europa Ocidental.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

http://g1.globo.com/

http://g1.globo.com/




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

alemaes-veem-antissemitismo-em-alta,-aponta-pesquisa

G1 Mundo

Alemães veem antissemitismo em alta, aponta pesquisa

Segundo Habeck, a Alemanha permite críticas ao Estado de Israel, bem como a defesa dos direitos do povo palestino, mas não tolera qualquer tipo de violência contra judeus. "Não se deve tolerar nenhuma forma de antissemitismo – nenhuma", ressaltou em mensagem divulgada nesta quarta-feira (01/11). Um em cada dois alemães se diz preocupado O vice-chanceler não é o único a ver o antissemitismo em alta no país: um em cada […]

today3 de novembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%