G1 Mundo

Após recuo do Grupo Wagner, Kremlin confirma acordo e diz que não processará líder dos mercenários

today24 de junho de 2023 10

Fundo
share close

Governo russo confirma que houve um acordo entre as duas partes e, por ele, Prigozhin se exilará em Belarus, país que mediu negociações. ‘Evitar derramamento de sangue é mais importante que punir as pessoas’, disse Moscou.



Mercenários do grupo Wagner não serão processados após rebelião; veja mais detalhes de acordo fechado com a Rússia

Mercenários do grupo Wagner não serão processados após rebelião; veja mais detalhes de acordo fechado com a Rússia

Após o grupo de mercenários Wagner anunciar recuo na rebelião iniciada na sexta-feira (23), o governo russo anunciou neste sábado (24) que não vai processar o líder do grupo, Yevgeny Prigozhin, nem punir os demais membros que participaram na revolta.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, confirmou ainda que houve uma negociação seguida de um acordo entre as duas partes intermediados pelo governo de Belarus.

O acordo, segundo Moscou, também prevê:

  • Que Prigozhin vai se exilar em Belarus, país aliado de Moscou, e deixar o front na Ucrânia e São Petersburgo, sua cidade natal. O líder dos mercenários não havia confirmado a informação do Kremlin até a última atualização desta notícia;
  • Que nenhum outro membro do grupo Wagner que participou da rebelião será perseguido criminalmente;
  • Que os mercenários que não aderiram à revolta serão integrados ao Ministério da Defesa russo.

“Evitar um derramamento de sangue (em Moscou) compensa mais do que perseguir alguém criminalmente”, disse Peskov.

Até a tarde deste sábado, tropas do grupo Wagner se aproximavam de Moscou, e o Kremlin temia um confronto na capital russa.

Yevgeny Prigozhin, chefe do grupo Wagner, após anunciar o fim do motim contra os militares russos — Foto: Alexander Ermochenko/Reuters

“Em 23 de junho, embarcamos em uma marcha por justiça. Agora chegou o momento em que sangue pode ser derramado. Compreendendo a responsabilidade de que o sangue russo seja derramado de um lado, estamos recuando nossos comboios e voltando aos campos de campanha conforme planejado.”

Líder do grupo Wagner diz que desistiu de avanço em direção a Moscou

Líder do grupo Wagner diz que desistiu de avanço em direção a Moscou

Na noite de sexta-feira (23), o grupo Wagner, que luta na guerra da Ucrânia ao lado da Rússia, iniciou uma rebelião e atacou bases militares russas. Depois, deixou bases no leste da Ucrânia, cruzou a fronteira e tomou o controle de Rostov.

Há meses, Prigozhin vinha tendo desentendimentos com o Ministério da Defesa russo por conta da falta de armas e suprimentos de guerra para suas tropas.

Saiba quem é o chefe do grupo Wagner

Saiba quem é o chefe do grupo Wagner

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

elon-musk-diz-que-vai-treinar-caso-luta-de-mma-com-zuckerberg-se-confirme

G1 Mundo

Elon Musk diz que vai treinar caso luta de MMA com Zuckerberg se confirme

Dono do Facebook foi desafiado pelo proprietário do Twitter para confronto em um octógono. Elon Musk durante evento em Paris no dia 16 de junho de 2023 — Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters/Arquivo O dono do Twitter, Musk, tuitou na terça-feira (20) que estava pronto para uma luta em Las Vegas com Zuckerberg, CEO da Meta, controladora do Facebook. Zuckerberg tem treinamento em jiu-jitsu. "Ainda não comecei a treinar. Então, se isso […]

today24 de junho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%