G1 Santos

Bertioga reforça pedido ao governo de São Paulo e à CDHU para que unidades habitacionais sejam entregues a famílias da cidade

today9 de março de 2023 6

Fundo
share close

O prefeito Caio Matheus (PSDB) e os vereadores querem reverter o acordo assinado na última sexta-feira (3), entre a CDHU e a entidade Frente Paulista de Habitação Popular (FPHP) que garante a cessão dos 300 apartamentos em caráter emergencial às vítimas das chuvas do Litoral Norte.

Para isso, o chefe do executivo, os parlamentares e o secretário municipal de Habitação discutiram o assunto e foram à capital, em comitiva, nesta quita-feira (9), apresentar o pedido para que, das 300 unidades, apenas 100 sejam destinadas às famílias de São Sebastião – essas, inclusive, já estavam separadas para moradores de São Paulo.

Prefeito e vereadores de Bertioga se reúnem para reivindicar que os cadastrados de Bertioga sejam priorizados na entrega de chaves de conjunto habitacional — Foto: Reprodução



Porém, segundo pontuado por Caio, os moradores de Bertioga aguardam há mais de 10 anos para que o empreendimento saia do papel. Ainda de acordo com o prefeito, mais de 200 famílias de Bertioga estão cadastradas para receber as chaves do Condomínio Quaresmeira,. As demais vagas são de pessoas que moram em São Paulo, cadastradas pela FPHP.

A administração municipal enviou, na tarde da última terça-feira (7), uma convocação para que a entidade explicasse questões relacionadas aos cadastros. O prazo dado pela prefeitura à FPHP foi de 24 horas, que encerrou às 15h desta quarta-feira (8). Sem o esclarecimento da presidência da entidade, o prefeito ressaltou que irá notificar o Ministério Público, junto com o poder legislativo.

Caio afirmou que a intenção da notificação é indicar os apartamentos vagos, e que não são para moradores de Bertioga, que estes sejam destinados para os moradores de São Sebastião.

“A prioridade são as famílias bertioguenses. As famílias que a entidade cadastrou, que estão vindo de outros municípios, que devem esperar. No [Condomínio] Quaresmeira, mais de duas centenas de famílias são bertioguenses e estão em áreas de risco. […] E elas perderam tudo também nas enchentes, então não tem sentido elas esperarem”.

O prefeito reafirmou que dá para ajudar os moradores de São Sebastião, mas de maneira inteligente, ‘não em detrimento’ das famílias de Bertioga. Ele pontuou também que junto com a câmera municipal irá lutar para que os apartamentos sejam ‘imediatamente entregues para as famílias bertioguenses’.

Unidades habitacionais à disposição de vítimas do Litoral Norte

A princípio, o acordo é para que as famílias permaneçam por oito meses nos apartamentos. A medida deve beneficiar aproximadamente 1.200 pessoas. As moradias foram viabilizadas por meio do programa Minha Casa, Minha Vida – Entidades.

Foram investidos R$ 35,7 milhões para a construção dos imóveis, sendo R$ 10,8 milhões do governo do estado e R$ 24,9 milhões do governo federal. O acordo entre as partes começou a ser construído após o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) visitar as áreas afetadas pelas chuvas em São Sebastião (SP) e sugerir o uso temporário das habitações na cidade vizinha.

Após o período de oito meses, a CDHU disse que entregará as moradias nas mesmas condições em que foram recebidas.

Entrega das primeiras unidades

“Aqui tem um destino específico [moradias para famílias de Bertioga]. Se, por ventura, a Caixa Econômica Federal verificar que tem algum espaço [nos edifícios] e não tiver inscritos totalmente [no programa], aí alguns apartamentos podem, provisoriamente, ajudar a socorrer nesse momento difícil, e em caráter humanitário, famílias que perderam as moradias em São Sebastião”, disse o vice-presidente do República Geraldo Alckmin (PSB), que participou da cerimônia de entrega.

Vice-presidente ressaltou que governo federal vê moradia a famílias do litoral de SP como prioridade — Foto: TV Tribuna

Ao lado dele estiveram o ministro de Estado das Cidades Jader Filho e do prefeito de Bertioga Caio Matheus (PSDB), que inclusive havia se posicionado contra a ideia inicial do governo federal, de entregar alguns dos apartamentos aos desabrigados de São Sebastião.

“O governador [de São Paulo] Tarcísio (Republicanos) falou comigo ontem [quarta-feira, 1] e eu falei para ele que não tem sentido pegar parte dessa demanda habitacional de Bertioga que já está aguardando há 10 anos [e repassar para moradores da cidade vizinha]. Tenho pessoas que perderam tudo também com essas enchentes e elas estão prestes a receber suas moradias”, reforçou Caio Matheus na ocasião.

As unidades tem 43,23 m², com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, além de piso cerâmico em toda edificação, azulejo no banheiro e na cozinha, sistema individualizado de consumo de água, gás e eletricidade.

O condomínio conta com calçamento, sistema de lazer com playground, centro comunitário e espaço para estacionamento. Infraestrutura implantada: redes de água e esgoto, drenagem, rede elétrica e iluminação pública, pavimentação, passeios públicos e paisagismo.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guaruja-reforca-frota-municipal-com-15-viaturas-para-atendimento-a-populacao

Prefeitura de Guarujá

Guarujá reforça frota municipal com 15 viaturas para atendimento à população

Foram beneficiadas as secretarias municipais de Desenvolvimento e Assistência Social, Educação, Finanças e Operações Urbanas; solenidade de entrega aconteceu no Paço Municipal Raphael Vitiello Com objetivo de oferecer um atendimento efetivo e de qualidade, a Prefeitura de Guarujá entregou na última quarta-feira (8), 15 novas viaturas para atendimento social, serviços públicos e administrativos das secretarias municipais de Desenvolvimento e Assistência Social (Sedeas), Educação (Seduc), Finanças (Sefin) e Operações Urbanas (Seurb). […]

today9 de março de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%