G1 Santos

Brasileiro escala 280 metros e se torna o primeiro a subir maior boca de caverna do mundo: ‘tenho medo de altura’; VÍDEO

today25 de outubro de 2022 20

Fundo
share close

O atleta brasileiro Felipe Camargo, de 31 anos, se tornou a primeira pessoa a escalar a maior boca de caverna do mundo, localizada no Parque Estadual Turístico do Alto da Ribeira, o Petar, entre as cidades de Iporanga e Apiaí, no interior de São Paulo. Ao g1, ele contou nesta terça-feira (25) que escalou por 280 metros e que, apesar de ter quase 20 anos na área, tem medo de altura (veja o vídeo acima).

Sem luvas nas mãos, pois atrapalham na escalada, mas com cordas e os demais equipamentos de segurança, ele subiu a Gruta Casa de Pedra no desafio que considera um dos maiores da carreira. “Todo o processo, desde a logística até a execução, que passa pela abertura e limpeza da ‘via’ [área onde escala]. Foi um trabalho maior do que eu esperava. Era isso que eu estava buscando. Penso nesse projeto desde 2016”.

Camargo revelou ter se apaixonado pela escalada aos 10 anos de idade, e entrado em competições a partir dos 13. Apesar de quase duas décadas de experiência no esporte, o atleta não esconde o medo de altura.



“Tenho sim. Falo isso para todo mundo. É que eu confio muito nos equipamentos. Não gosto de estar em um lugar alto ou na beirada de alguma coisa sem eles. Evito isso”, explicou o escalador.

Brasileiro Felipe Camargo é o primeiro atleta a escalar a maior boca de caverna do mundo — Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

A maior boca de caverna do mundo

Tudo começou quando o atleta fez uma viagem à China, em 2016. “Escalei uma parede parecida, em um local chamado Getu Valley. Quando publicamos sobre isso, várias pessoas indicaram essa caverna [no interior de São Paulo], que eu ainda não conhecia. Comecei a procurar, ver algumas fotos e, desde então, fiquei com isso na cabeça”.

Na última semana, a Red Bull, que patrocina o escalador, lançou um documentário sobre o feito. O conteúdo retrata todo o projeto, que saiu do papel em julho deste ano. “A escalada tem que ser feita em apenas um dia, mas o trabalho inteiro com a equipe durou cerca de um mês”.

Acompanhado da equipe, atleta caminhou diariamente cerca de 10 km por trilha até a caverna — Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Durante o período, Felipe Camargo ficou hospedado em uma pousada em Iporanga (SP), e precisou fazer uma caminhada diária de quase 10 quilômetros por uma trilha até chegar na caverna. “Levava uma ‘cama’ e, algumas vezes, dormia pedurado na própria rocha“.

O atleta explicou também que, antes da escalada, elabora um caminho pelas pedras ainda em terra firme. “Levamos quase um mês para abrir a ‘via’ e deixá-la escalável. Tentamos visualizar ainda no chão, usamos binóculos e drones para ver uma ‘linha’. Ainda assim, na ‘hora do vamos ver’ acaba mudando. Escalamos com o que a pedra nos oferece. Muita coisa muda”.

Ele acrescentou que encarar a Gruta Casa de Pedra foi um dos maiores desafios da carreira. “Um dos mais complicados em termos de logística, apesar de já ter feito escaladas bem mais difícies, que eram menores e [consideradas] esportivas. Esse foi difícil por ter sido a primeira vez e por ser um negócio tão grande”.

Escalador revela que chegou a dormir na própria rocha durante a execução do projeto — Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

O brasileiro Felipe Camargo, de 31 anos, nasceu em Ribeirão Preto, em 1991. A escalada se apresentou em sua vida ‘por acaso’, quando tinha apenas 10 anos. “Comecei de brincadeira. Fui a um clube jogar bola e nadar, mas vi uma ‘paredinha para escalar’, subi e gostei. Depois, entrei para uma academia focada nisso e, aos 13 anos, comecei a disputar competições”.

Ainda na adolescência, fez viagens pelo mundo, sempre apaixonado pelo esporte, e contou com o apoio dos pais para se tornar profissional após a conclusão do ensino médio. Em 2006, Camargo conquistou seu primeiro título brasileiro.

Felipe Camargo, de 31 anos, é atleta escalador há quase duas décadas — Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

O triunfo impulsionou a carreira do atleta. Em 2014, ele unificou os títulos brasileiros de ‘boulder e via’, e completou em Barcelona o ‘Catalán Witness the Fitness’ com pouca diferença para Chris Sharma, considerado um dos mais importantes e respeitados escaladores do mundo.

Em 2016, acompanhado de uma amiga, Camargo superou a via de 650 metros da Pedra Riscada, em Minas Gerais. A dupla se tornou a primeira a completar o percurso de uma só vez. No ano seguinte, ele se tornou o primeiro latino-americano a escalar a via ‘El Bon Combat’, na Espanha, e venceu o reality show global da Netflix “Ultimate Beastmaster”.

Gruta Casa de Pedra fica no Parque Estadual Turístico do Alto da Ribeira, o Petar, no interior de SP — Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

hospital-municipal-de-cubatao-abre-agendamento-para-mamografias

G1 Santos

Hospital Municipal de Cubatão abre agendamento para mamografias

De acordo com a Secretaria de Saúde, para marcar o exame é necessário levar documento de identificação e pedido médico. Quem não estiver com o pedido pode entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde de seu bairro. A mamografia é a radiografia das mamas, um exame que utiliza radiação para revelar possíveis alterações no órgão e que exige a compressão suportável das mamas para uma melhor detecção de […]

today24 de outubro de 2022 14

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%