G1 Mundo

Carros-bomba matam 35 e destroem casas na Somália

today5 de janeiro de 2023 97

Fundo
share close

O atentado, que aconteceu na região de Hiraan, foi o mais recente de uma série de ataques lançados pelo grupo terroristas afiliado da Al Qaeda, o Al Shabaab. Os atos acontecem em retaliação às forças oficiais do país e de milícias aliadas ao governo, que em 2022 começaram a expulsar os terroristas de territórios que controlavam.

A Al Qaeda, que já foi o principal grupo terrorista do mundo e executou uma série de atentados, como o ataque às torres gêmeas de Nova York em 11 de setembro de 2001 e a cidades da Europa.

A polícia da Somália disse que 35 pessoas morreram.



“Contei 15 pessoas mortas, incluindo soldados, milicianos e civis. Dezenas ficaram feridas”, disse Abdullahi Osman, um lojista da cidade de Mahas. “Muitas casas foram destruídas. Fragmentos das bombas feriram pessoas longe do local. O número de mortos pode aumentar.”

O escritório de mídia do Al Shabaab reivindicou a responsabilidade em um comunicado, dizendo que tinha como alvo “milícias e soldados apóstatas” e colocou o número de mortos em 87.

O Al Shabaab tem travado uma insurgência contra o governo da Somália desde 2007. Ele foi expulso de Hiraan no ano passado por forças do governo e milícias de clãs aliados conhecidos como macawisley, mas continuou a realizar ataques.

O comissário do distrito de Mahas, Mumin Mohamed Halane, disse à rádio estatal que uma bomba atingiu sua casa e outra a casa de um parlamentar federal.

O Al Shabaab costuma fornecer números de vítimas mais altos do que as autoridades e moradores locais.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

guerra-na-ucrania:-o-papel-de-celulares-na-morte-de-dezenas-de-soldados-russos

G1 Mundo

Guerra na Ucrânia: o papel de celulares na morte de dezenas de soldados russos

O uso de telefones proibidos permitiu que o inimigo localizasse seu alvo, disseram as autoridades. A Ucrânia diz que 400 soldados foram mortos — e outros 300 feridos — no ataque a uma escola para recrutas em Makiivka, na área ocupada de Donetsk. Esse foi o maior número de mortes em um ataque que a Rússia reconheceu desde o começo da guerra. A Rússia disse que às 00h01, horário local, […]

today5 de janeiro de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%