G1 Mundo

Colômbia vai deixar de multar usuários de drogas

today10 de dezembro de 2023 2

Fundo
share close

Um decreto do Executivo, divulgado neste sábado (9) por veículos de imprensa locais, suspendeu a vigência das sanções contra “o porte de substâncias entorpecentes ou psicotrópicas”, que sejam de uso pessoal e não para venda.

A medida não altera as penas de até 20 anos de prisão para crimes de narcotráfico, previstas na lei colombiana, mas acaba com as multas equivalentes a US$ 50 (R$ 245,7 na cotação atual), que a polícia impõe aos consumidores.

O porte e o uso de pequenas quantidades de maconha, cocaína e algumas drogas sintéticas já tinham sido descriminalizados por determinação da Corte Constitucional em 1994, mas as sanções econômicas foram mantidas por decisão do governo do presidente conservador Iván Duque em 2018.



Exército apreende droga na fronteira do Amazonas com a Colômbia em dezembro de 2022 — Foto: Divulgação/Exército

“Se a Constituição permite a dose pessoal, a atividade da polícia não deve se concentrar em perseguir consumidores de entorpecentes, mas em perseguir os grandes chefões da droga”, explicou na rede social X (antigo Twitter) o presidente Gustavo Petro.

“É necessário (…) evitar a criminalização de pessoas consumidoras de drogas através de medidas corretivas”, diz o decreto, datado de 7 de dezembro.

Petro – que também determinou à força pública suspender as operações contra pequenos plantadores de folhas de coca – defende uma mudança de abordagem na luta contra as drogas que a Colômbia trava com a ajuda econômica dos Estados Unidos, principal mercado consumidor da cocaína sul-americana.

A oposição assegura que estas decisões limitam a capacidade das autoridades de combater o narcotráfico, em um contexto de expansão dos cultivos ilícitos e aumento do consumo em nível local.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘nem-biden-nem-os-americanos-querem-mais-briga’:-o-papel-dos-eua-na-crise-entre-venezuela-e-guiana

G1 Mundo

‘Nem Biden nem os americanos querem mais briga’: o papel dos EUA na crise entre Venezuela e Guiana

No sábado (9/12), os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Guiana, Irfaan Ali, concordaram em realizar uma reunião sobre a disputa territorial. No entanto, os olhos do mundo, em especial da América Latina, não estão pregados só nos dois países; os Estados Unidos, assim como o Brasil, é outro protagonista desta crise diplomática. No entanto, apesar da movimentação militar anunciada pela embaixada americana em Georgetown na quinta-feira, especialistas ouvidos […]

today10 de dezembro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%