G1 Mundo

Conheça a ‘NDrangheta, máfia italiana alvo de operação na Europa e que já teve integrante preso no Brasil

today4 de maio de 2023 8

Fundo
share close

Uma vasta operação policial contra a máfia calabresa, a temida ‘NDrangheta, realizada na quarta-feira (3), resultou em 132 prisões, buscas e apreensões em dez países, incluindo Itália, Alemanha, França e Brasil. A investigação tem por objetivo enfraquecer esta organização criminosa italiana que domina o mercado da cocaína na Europa, onde também está envolvida em casos de lavagem de dinheiro, corrupção e violência.

Batizada de Eureka, a operação se estendeu também pela Espanha, Portugal, Eslovênia, Romênia e Bélgica, além do Panamá, indicou a Europol, que coordenou as várias polícias envolvidas.

Na Alemanha, onde a N’Drangheta é suspeita de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas, cinco regiões estão no alvo da polícia e cerca de 30 pessoas foram detidas. Na Bélgica, 13 pessoas foram presas. Os suspeitos são acusados de lavagem de dinheiro, evasão fiscal, fraude, tráfico de drogas, associação criminosas e tráfico de armas.



Considerada a máfia mais rica e poderosa da Itália, a ‘NDranguetta está implantada na região da Calábria, no sul do país, com representantes em mais de 40 países, incluindo o Brasil, onde um dos chefes da organização, Rocco Morabito, foi detido no ano passado, na Paraíba.

Cinco curiosidades sobre a ‘Ndrangheta:

  • Mais poderosa que a Cosa Nostra e a Camorra

A ‘Ndrangheta é considerada por especialistas como a máfia italiana mais poderosa, depois de ter ultrapassado a Cosa Nostra siciliana e a Camorra napolitana. De acordo com a criminologista Anna Sergi, da Universidade Britânica de Essex, o nome da organização é de origem grega, a palavra “andranghateia” referindo-se a “um grupo de homens de honra” e a palavra “andrangatho” significando “executar uma ação militar”.

A ‘Ndrangheta só foi considerada uma máfia sob a lei italiana a partir de 2010, mas suas origens remontam pelo menos à unificação da Itália, em 1861.

O grupo ganhou muito destaque nas décadas de 1980 e 1990 por meio de uma série de sequestros. Ela é suspeita de ter sequestrado, ainda na década de 1970, em Roma, o neto do magnata do petróleo americano John Paul Getty.

  • Presente nos cinco continentes

Ninguém sabe ao certo quais são os números, mas segundo a justiça italiana, a organização reúne pelo menos 20 mil membros em todo o mundo. O magistrado italiano Roberto di Bella explica que a ‘Ndrangheta é a organização criminosa “com mais ramificações e está presente nos cinco continentes”.

O promotor italiano Nicola Gratteri, que trabalha em Catanzaro, um dos redutos da ‘Ndrangheta na Calábria e uma das regiões mais pobres da Itália, estima o faturamento anual da organização criminosa em € 50 bilhões, dinheiro oriundo principalmente do comércio de cocaína.

As ramificações internacionais da ‘Ndrangheta obrigaram as autoridades italianas a buscar ajuda de polícias estrangeiras. Em 2020, a Itália criou o programa “I-CAN” através da Interpol para informar outros países onde a ‘Ndrangheta está presente sobre a organização desta máfia e estruturar uma resposta repressiva.

Antes da operação desta quarta-feira, 46 membros da ‘Ndrangheta haviam sido presos em todo o mundo. O mais famoso deles é Rocco Morabito, um dos homens mais procurados da Itália, que foi preso em 2021 no Brasil, após fugir de uma prisão no Uruguai, em 2019.

Um episódio sangrento na Alemanha trouxe à tona a ‘Ndrangheta: em agosto de 2007, os corpos de seis italianos, com idades entre 16 e 39 anos e membros de um dos dois clãs mafiosos da localidade calabresa de San Luca, foram descobertos crivados de balas em dois veículos em frente ao restaurante italiano “Da Bruno”, em Duisburg.

De acordo com a investigação, o massacre foi uma “vingança”, após o assassinato, no final de 2006, de Maria Strangio, esposa de Giovanni Nirta, chefe do clã rival.

Embora no passado seus assassinos pudessem enterrar vítimas em blocos de cimento ou dissolvê-las em ácido, a ‘Ndrangheta agora prefere manter a discrição.

Um julgamento com mais de 300 acusados, entre suspeitos, integrantes ou familiares da ‘Ndrangheta, foi aberto em 2021, expondo a rede de políticos, advogados e empresários acusados ​​de conluio com a máfia. Por suas proporções, este julgamento é superado apenas pelo primeiro ocorrido entre 1986 e 1987, em Palermo, contra a Cosa Nostra siciliana, ao final do qual 338 réus foram condenados.

Os juízes Giovanni Falcone e Paolo Borsellino foram posteriormente assassinados pela máfia.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

agricultores-ucranianos-tentam-se-livrar-de-bombas-deixadas-pelos-russos-em-campos-de-cereais

G1 Mundo

Agricultores ucranianos tentam se livrar de bombas deixadas pelos russos em campos de cereais

Os agricultores ucranianos iniciaram uma nova temporada de semeadura no país. No entanto, a atividade segue abalada pela ofensiva russa. Além dos explosivos deixados pelas forças de Moscou, que impedem a retomada do trabalho, os profissionais do setor se questionam sobre a situação dos estoques, bloqueados no país. A Ucrânia é um dos maiores exportadores mundiais de cereais, principalmente trigo e milho. Entre as carcaças de galpões destruídos pelos bombardeios, […]

today4 de maio de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%