G1 Mundo

Conselho de Segurança da ONU deve votar resolução para proteger crianças em Gaza nesta quarta-feira

today15 de novembro de 2023 9

Fundo
share close

O projeto de resolução exige, com urgência, uma pausa no conflito que acontece no Oriente Médio para que corredores humanitários sejam montados em toda a Faixa de Gaza. A ideia é permitir o acesso completo das agências das Nações Unidas e seus parceiros — como o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e outras organizações humanitárias imparciais. (entenda mais abaixo)

A avaliação dos diplomatas é que o texto de Malta tem chances de ser aprovado pelo Conselho da ONU, uma vez que se limita à proteção humanitária de crianças no conflito. A leitura é que, por isso, a resolução seja interpretada como o “mínimo denominador comum”.

O texto não condena Israel nem chama de “atos terroristas” os ataques feitos por Hamas desde 7 de outubro, quando invadiu o país vizinho.



A Rússia foi o único país do Conselho que chegou a se pronunciar sobre a resolução, chamando o texto de “desequilibrado”.

Segundo o texto, a pausa deverá permanecer ativa por tempo suficiente para que a ajuda humanitária chegue aos civis, especialmente crianças. O objetivo é “facilitar o fornecimento contínuo, suficiente e sem entraves de bens e serviços essenciais — incluindo água, eletricidade, combustível, alimentos e suprimentos médicos.

Reparações de emergência em infraestruturas essenciais, a evacuação médica de crianças doentes ou feridas e de seus cuidadores, e os esforços de resgate e recuperação de pessoas — inclusive de crianças desaparecidas em edifícios danificados e destruídos — também estão previstos no projeto.

Além disso, o texto também pede que todos os reféns, especialmente crianças, sejam libertados, e que todas as partes do conflito evitem de privar a população da Faixa de Gaza de serviços básicos e da “assistência humanitária indispensáveis à sua sobrevivência.”

A resolução também reafirma que “todas as partes do conflito devem cumprir com suas obrigações” perante as leis internacionais, reiterando que essas regras garantem a proteção total a crianças.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-funcionaria-de-neymar-diz-ter-trabalhado-alem-da-jornada-e-sem-folgas,-e-pede-quase-r$-2-milhoes-de-jogador,-diz-jornal-frances

G1 Mundo

Ex-funcionária de Neymar diz ter trabalhado além da jornada e sem folgas, e pede quase R$ 2 milhões de jogador, diz jornal francês

Uma ex-funcionária de Neymar está acusando o jogador de trabalhar além da jornada e sem folgas por quase dois anos. Ela, agora, exige 368 mil euros (R$ 1,94 milhão) de indenização do jogador, segundo informou o jornal Le Parisien. De acordo com matéria publicada nesta quarta-feira (15), a funcionária trabalhou sem documentação por quase dois anos, sete dias por semana, e sem direito a folgas ou férias. Segundo os jornais […]

today15 de novembro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%