G1 Mundo

Da retórica à chuva de mísseis e drones: entenda como foi o ataque do Irã contra Israel e as possíveis consequências

today14 de abril de 2024 9

Fundo
share close

▶️ A escalada na crise começou no dia 1º de abril.

  • Naquele dia, um ataque israelense matou um comandante sênior da Guarda Revolucionária do Irã e outras seis pessoas na Síria.
  • O bombardeio atingiu a missão diplomática do Irã em Damasco e foi conduzido por aviões militares.
  • À época, Israel evitou comentar o caso, mas fontes da Defesa israelense confirmaram a autoria do bombardeio ao jornal “The New York Times”.

▶️️ “Ação agressiva e desesperada”: Um dia depois do ataque, o aiatolá Ali Khamenei prometeu vingança e disse que Israel iria se arrepender do ataque.



  • Na mesma linha, o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, afirmou que o bombardeio não ficaria sem resposta.
  • Ao Conselho de Segurança da ONU, o Irã disse que tinha o direito de revidar o ataque de Israel e pediu que o órgão fizesse uma reunião de emergência para discutir a agressão.

▶️️ Tensão: Nos dias seguintes, começaram a pipocar informações sobre a possibilidade efetiva de uma resposta do Irã. O governo dos Estados Unidos, inclusive, demonstrou preocupação diante da ameaça.

  • No dia 10 de abril, o aiatolá Ali Khamenei voltou a prometer uma resposta contra Israel durante um discurso de encerramento do mês sagrado dos muçulmanos, o Ramadã.
  • O líder supremo do Irã disse que o regime israelense deveria ser punido.
  • Momentos depois, o ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, respondeu Khamenei e o marcou em uma rede social.
  • “Se o Irã lançar um ataque do próprio território, Israel vai responder e atacar o Irã“, escreveu Katz.

Aiatolá Ali Khamenei abraça familiar de membro da Guarda Revolucionária morto em ataque de Israel — Foto: West Asia News Agency via Reuters

Na manhã de sábado (13), o Irã apreendeu um navio português e disse que a embarcação é ligada a Israel. A ação iraniana aumentou as especulações sobre a iminência de um ataque contra Israel.

▶️️ Tarde de sábado: Na expectativa de um ataque, as Forças de Defesa de Israel ordenaram a suspensão de aulas em todo o país e a restrição de aglomerações. Poucas horas depois, os militares afirmaram que o Irã havia lançado o ataque, enviando dezenas de drones para Israel.

  • Os drones não são tão rápidos quanto mísseis. Àquela altura, as autoridades sabiam que as aeronaves não tripuladas demorariam horas para chegar até Israel.

▶️️ Preparação: Enquanto o ataque não chegava em solo israelense efetivamente, diversas ações foram tomadas. Entre elas:

  • o espaço aéreo foi fechado no Iraque, Líbano e Israel;
  • Israel posicionou caças e efetivo militar para conseguir derrubar os drones antes que eles atingissem os alvos;
  • sirenes foram acionadas em algumas regiões de Israel, alertando a população sobre o ataque.

▶️️ Aproximação: No caminho até o território israelense, parte dos drones foi derrubada por aeronaves de Israel, dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Jordânia.

  • Por volta das 19h (horário de Brasília), ainda antes de os artefatos chegarem a Israel, a missão do Irã na ONU afirmou que o ataque estava encerrado, referindo-se a ele com uma “ação legítima”.
  • “O assunto pode ser considerado encerrado. Contudo, se o regime israelense cometer outro erro, a resposta do Irã será consideravelmente mais severa“, escreveu o perfil da missão do Irã na ONU em uma rede social.
  • Além disso, o Irã confirmou que também havia lançado mísseis contra Israel. Ao todo, foram mais de 300 artefatos, entre drones e mísseis de cruzeiro e balísticos.

Conflito provoca extrema preocupação internacional por causa do poderio militar de Irã e de Israel — Foto: Reprodução/TV Globo

Explosões começaram a ser ouvidas em Jerusalém às 20h, pelo horário de Brasília. Imagens registraram drones sendo interceptados e destruídos pelas forças israelenses ainda no ar.

▶️️ Defesa: De acordo com o jornal “The Jerusalem Post”, o porta-voz do Exército de Israel, Daniel Hagari, afirmou que quase todos os drones foram derrubados por caças.

  • Israel também acionou o chamado “Domo de Ferro”, que consegue interceptar artefatos ainda no ar e explodi-los.
  • No entanto, uma agência estatal de notícias iraniana afirmou que mísseis lançados pelo país ultrapassaram a proteção.
  • Pouco depois das 20h, no horário de Brasília, as Forças de Defesa de Israel informaram que os moradores de Israel não precisavam mais se abrigar.
  • Em Teerã, capital do Irã houve comemoração durante o ataque.

▶️️ Vítima: O serviço nacional de emergência médica de Israel informou que uma menina de 10 anos ficou gravemente ferida, no deserto de Negev, por estilhaços de um artefato para interceptar drones.

  • Até a última atualização desta reportagem não havia informações sobre a existência de outros feridos.

A agência de notícias Associated Press informou que essa foi primeira vez que em o Irã lançou um ataque militar direto a Israel, apesar de mais de quatro décadas de uma inimizade que remonta à Revolução Islâmica de 1979.

Artefatos caindo sob Jerusalém — Foto: REUTERS/Ronen Zvulun

Consequências e repercussões

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu esteve com seu gabinete de guerra após o Irã anunciar o ataque. Pouco antes do bombardeio, o premiê havia afirmado que iria “ferir de volta” qualquer um que ferisse Israel.

No entanto, até a última atualização desta reportagem, nenhum contra-ataque havia sido registrado.

Ainda enquanto os drones iranianos se aproximavam de Israel, autoridades de diversos países começaram a se movimentar. Entre eles está o presidente Joe Biden, que suspendeu sua folga e voltou para a Casa Branca.

▶️️ Estados Unidos de olho: Biden se reuniu com a equipe de segurança nacional na Casa Branca para monitorar e discutir o ataque iraniano.

  • “O nosso apoio à segurança de Israel é inflexível. Os Estados Unidos estarão ao lado do povo de Israel e apoiarão a sua defesa contra estas ameaças do Irã“, disse a Casa Branca em comunicado.
  • Após o ataque, Biden também conversou com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, por telefone.
  • No fim da noite de sábado, Biden divulgou um comunicado afirmando que Israel tinha demonstrado sua capacidade de defesa.
  • Biden também afirmou que conversará com os líderes do G7 para coordenar uma resposta diplomática e única ao Irã.

▶️️ Repercussão na ONU: O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, condenou o ataque do Irã.

  • Guterres fez um apelo à contenção e ao fim imediato das hostilidades entre os dois países.
  • “Peço a todas as partes que exerçam a máxima contenção para evitar qualquer ação que possa levar a grandes confrontos militares em múltiplas frentes no Oriente Médio”, afirmou ele.
  • Além disso, Israel pediu à ONU uma reunião do Conselho de Segurança. O encontro deve ocorrer neste domingo (14) às 17h de Brasília (16h em Nova York).

▶️️ Posicionamento do Brasil: O Itamaraty divulgou uma nota na noite de sábado afirmando que o governo brasileiro acompanha com “grave preocupação” o ataque iraniano.

  • “O Brasil apela a todas as partes envolvidas que exerçam máxima contenção e conclama a comunidade internacional a mobilizar esforços no sentido de evitar uma escalada”, diz a nota.
  • O governo também recomendou que viagens para a região sejam evitadas. Brasileiros que vivem na região devem seguir as orientações das embaixadas brasileiras.

Irã dispara drones contra Israel — Foto: Arte/g1

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasil-diz-acompanhar-com-‘grave-preocupacao’-ataque-do-ira-a-israel-e-insta-comunidade-internacional-a-evitar-‘escalada’

G1 Mundo

Brasil diz acompanhar com ‘grave preocupação’ ataque do Irã a Israel e insta comunidade internacional a evitar ‘escalada’

Em nota, o órgão pediu "máxima contenção" a Irã e Israel. Ataque do Irã ocorreu neste sábado (13). Israel intercepta mísseis lançados a partir do Líbano com Domo de Ferro. — Foto: Reuters O Itamaraty disse que acompanha com "grave preocupação" o ataque de Irã contra Israel, neste sábado (13). Em nota, o órgão pediu "máxima contenção" a Irã e Israel e conclamou a comunidade internacional a evitar uma escalada […]

today14 de abril de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%