G1 Mundo

Eleições na Turquia: urnas fecham no país, que decide hoje futuro de Erdogan

today14 de maio de 2023 11

Fundo
share close

As primeiras estimativas oficiais devem começar a ser divulgadas perto das 15h no horário de Brasília.

Com a expressão cansada, o candidato à reeleição Recep Tayyip Erdogan compareceu à sua seção eleitoral em Üsküdar, um bairro conservador de Istambul, para votar, desejando “um futuro próspero para o país e para a democracia turca”.

Erdogan, que não quis dar nenhuma previsão dos resultados, destacou o “entusiasmo dos eleitores”, principalmente nas áreas mais atingidas pelo terremoto de 6 de fevereiro, que deixou pelo menos 50 mil mortos.



O candidato da oposição, Kemal Kiliçdaroglu, votou pouco antes em Ancara.

Erdogan, líder mais longevo da Turquia, nunca esteve tão perto de perder o cargo

Erdogan, líder mais longevo da Turquia, nunca esteve tão perto de perder o cargo

“Sentimos falta da democracia”, declarou com um sorriso. “Vocês vão ver. A primavera vai voltar para este, se Deus quiser, e vai durará para sempre”, acrescentou, referindo-se a um de seus “slogans” de campanha.

Em uma Turquia profundamente dividida, a disputa para eleger o 13º presidente do país, um século após a fundação de sua república, promete ser equilibrada.

O país está polarizado entre os dois principais candidatos: o presidente islâmico-conservador Erdogan, de 69 anos, no poder há duas décadas, e seu principal oponente Kemal Kiliçdaroglu, de 74, líder de um partido social-democrata laico, o CHP.

Para garantir a vitória no primeiro turno, eles precisam de pelo menos 50% dos votos mais um.

O terceiro candidato em disputa é Sinan Ogan, a quem as pesquisas atribuem apenas alguns pontos.

“O importante é não dividir a Turquia“, disse Recep Turktan, um eleitor de 67 anos que esperava em frente à sua seção eleitoral em Üsküdar.

Hoje, 64 milhões de eleitores, que também elegerão seu Parlamento, estão habilitados para votar neste país de 85 milhões de habitantes. Tradicionalmente, as taxas de participação eleitoral são superiores a 80%.

Bom humor e clima festivo reinam entre os eleitores neste domingo, que coincide com o Dia das Mães na Turquia.

Kiliçdaroglu, líder do Partido Republicano do Povo (CHP) de Mustafa Kemal Atatürk, fundador da Turquia moderna, lidera uma coalizão de seis partidos que vai da direita nacionalista à centro-esquerda liberal.

Ele também recebeu o apoio do partido pró-curdo HDP, a terceira maior força política do país.

Em 2018, na última eleição presidencial, o chefe de Estado venceu no primeiro turno com mais de 52,5% dos votos. Se, desta vez, tiver de disputar um segundo turno, em 28 de maio, já será um golpe para ele.

Erdogan prometeu respeitar o resultado das urnas, que serão monitoradas por centenas de milhares de observadores eleitorais de ambos os lados.

Nesta disputa, tem-se um país atingido por uma crise econômica, com uma moeda desvalorizada pela metade em dois anos, e uma inflação que passou de 85% no outono, além do dramático terremoto de fevereiro, que colocou em xeque a onipotência de Erdogan.

Seu rival, Kemal Kiliçdaroglu, aposta no apaziguamento e promete restaurar o estado de direito e respeitar as instituições, afetadas nos últimos dez anos pela guinada autocrática de Erdogan.

De acordo com as pesquisas, seus discursos breves e tranquilos, em contraste com os de Erdogan, conquistaram a maioria dos 5,2 milhões de jovens turcos que votaram pela primeira vez.

Para o cientista político Ahmet Insel, exilado em Paris, “a derrota de Erdogan mostraria que podemos sair de uma autocracia consolidada pelas urnas”.

País-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), a Turquia goza de uma posição privilegiada entre a Europa e o Oriente Médio e é um importante ator diplomático.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

trio-armado-e-preso-apos-roubar-carro-em-praia-grande,-sp

G1 Santos

Trio armado é preso após roubar carro em Praia Grande, SP

Criminosos foram localizados pela PM no automóvel da vítima no mesmo bairro em que roubaram o veículo, no Ocian. Carro roubado foi recuperado e arma apreendida em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução Três criminosos foram presos por roubar um carro na manhã deste domingo (14) em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Um deles estava armado quando abordou a vítima na Rua Francisco Petinati, no bairro Ocian. A […]

today14 de maio de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%