G1 Mundo

Emir do Kuwait, Sheikh Nawaf al-Ahmad al-Sabah, morre aos 86 anos

today16 de dezembro de 2023 13

Fundo
share close

O emir do Kuwait, Sheikh Nawaf al-Ahmad al-Sabah, morreu neste sábado (16), aos 86 anos, de acordo com a corte real, pouco mais de três anos depois de assumir o poder do país produtor de petróleo do Golfo, aliado dos Estados Unidos.

A causa de sua morte não foi divulgada imediatamente. O emir foi internado no hospital no final do mês passado devido ao que a agência de notícias estatal descreveu como um problema de saúde de emergência, mas disse que o seu estado era estável.



Emir do Kuwait, Sheikh Nawaf al-Ahmad al-Sabah, morre aos 86 anos

Emir do Kuwait, Sheikh Nawaf al-Ahmad al-Sabah, morre aos 86 anos

O príncipe herdeiro Sheikh Meshal al-Ahmad al-Sabah, 83 anos, irmão do Sheikh Nawaf, é o sucessor designado. É ele quem, de fato, governa o Kuwait desde 2021, quando o frágil emir entregou a maior parte das suas funções.

O Sheikh Nawaf tornou-se emir em setembro de 2020, após a morte do seu irmão, o Sheikh Sabah, que governou durante mais de uma década e moldou a política externa do país durante mais de 50 anos.

Ele era visto pelos diplomatas como um construtor de consenso, embora o seu reinado tenha sido marcado por um intenso impasse entre o governo e o parlamento eleito, o que impediu reformas estruturais importantes no país rico em petróleo.

O Kuwait, detentor da sétima maior reserva de petróleo do mundo, faz fronteira com a Arábia Saudita e o Iraque e fica do outro lado do Golfo do Irã.

Desde que assumiu o cargo em 2020, o Sheikh Nawaf manteve uma política externa que equilibrou os laços com esses vizinhos, enquanto a nível interno foram formados oito governos.

Segundo a constituição do Kuwait, o príncipe herdeiro torna-se automaticamente emir, mas só assume o poder depois de prestar juramento no parlamento. O novo emir tem até um ano para nomear um herdeiro.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

essequibo:-como-o-conflito-por-territorio-reivindicado-pela-venezuela-e-visto-na-guiana

G1 Mundo

Essequibo: como o conflito por território reivindicado pela Venezuela é visto na Guiana

Essa é a opinião de Lincoln Green, guianês que vende comida de rua no Stabroek Market, o maior mercado de Georgetown, a capital do pequeno país sul-americano. Green garante que os guianeses experimentam com desconforto e angústia as recentes tensões com a Venezuela por Essequibo. E eles apenas esperam que a paz prevaleça. "Os britânicos já resolveram (a disputa) no passado, em 1899", defende Green. Lincoln Green no Stabroek Market, […]

today16 de dezembro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%