G1 Mundo

Ex-líder de grupo de extrema direita dos EUA, acusado de comandar o ataque ao Capitólio à distância, é condenado a 22 anos

today6 de setembro de 2023 16

Fundo
share close

Os promotores haviam pedido uma pena de 33 anos de prisão para Enrique Tarrio, que nem mesmo estava em Washington DC no dia do ataque.


Enrique Tarrio durante evento do grupo “Proud Boys” em Portland nos EUA em 17 de agosto de 2019 — Foto: Noah Berger/AP



Enrique Tarrio, ex-líder do grupo de extrema direita Proud Boys, foi condenado, nesta terça-feira (5), a 22 anos de prisão, a sentença mais dura relacionada ao ataque ao Capitólio, sede do Legislativo americano, em 6 de janeiro de 2021.

“Nesse dia foi quebrada nossa tradição ininterrupta de transferência pacífica do poder”, disse o juiz distrital Timothy Kelly, durante uma audiência de quatro horas em Washington.

Os promotores haviam pedido uma pena de 33 anos de prisão para Tarrio, que não estava na capital americana em 6 de janeiro de 2021, mas foi acusado de comandar o ataque ao Capitólio, realizado por membros do Proud Boys.

Polícia americana prende presidente do grupo de extrema-direita Proud Boys

Polícia americana prende presidente do grupo de extrema-direita Proud Boys

Outro membro do grupo extremista, Ethan Nordean, de 32 anos, foi condenado pelo juiz Kelly na semana passada a 18 anos de prisão.

Stewart Rhodes, fundador da milícia de extrema direita Oath Keepers, peça-chave no ataque ao Capitólio, foi condenado a 18 anos de prisão no início do ano.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

turistas-sem-limites:-relembre-casos-em-que-pontos-historicos-foram-desrespeitados

G1 Mundo

Turistas sem limites: relembre casos em que pontos históricos foram desrespeitados

Os danos são de cerca de R$ 27 mil e o visitante terá que pagar uma multa. Veja a seguir outros casos. Gravura na parede do Coliseu Turista vandaliza o Coliseu, em Roma O turista posteriormente desculpou-se pelo ato de vandalismo em uma carta, sob o argumento de que não estava ciente da idade do monumento. "Admito com profundíssimo embaraço que só em seguida ao lamentável ocorrido fiquei sabendo da […]

today6 de setembro de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%