G1 Mundo

Ex-policial condenado pela morte de George Floyd é esfaqueado na prisão

today25 de novembro de 2023 4

Fundo
share close

De acordo com a AP, o ex-policial foi esfaqueado por um outro detento dentro de uma prisão federal do estado do Arizona. A penitenciária tem sido alvos de críticas recentes por falhas na segurança e falta de pessoal.

A agência federal dos Estados Unidos responsável pela administração das prisões afirmou que os funcionários contiveram o incidente e realizaram “medidas para salvar vidas”. Chauvin foi levado ao hospital. Outros detalhes não foram fornecidos.

As visitas à prisão onde o incidente aconteceu foram suspensas. O FBI também foi notificado do caso. Até a publicação desta reportagem os advogados do ex-policial não haviam se manifestado.



Na semana passada, a Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou um recurso contra a condenação de Chauvin por homicídio. Paralelamente, a defesa dele tenta provar que novas evidências indicam que ele não causou a morte de Floyd.

O ex-policial foi gravado pressionando o joelho contra o pescoço de Floyd em uma rua, em frente a uma loja de conveniência. Outros três policiais que estavam no local também receberam condenações, com penas menores.

Ex-policial Derek Chauvin é condenado a 22 anos e meio de prisão pela morte de George Floyd

Ex-policial Derek Chauvin é condenado a 22 anos e meio de prisão pela morte de George Floyd

George Floyd morreu em maio de 2020 após ter o pescoço pressionado pelo joelho do policial Derek Chauvin, em Mineápolis, por 9 minutos e 29 segundos.

A polícia estava no local porque o ex-segurança negro, de 46 anos, teria tentado pagar uma conta em uma mercearia com uma nota falsa de US$ 20. Imagens mostraram que Floyd não ofereceu resistência à abordagem dos agentes.

A violência policial contra um homem negro e pobre — mais um caso entre tantos — gerou uma série de protestos em Mineápolis que logo se espalharam para diversas partes dos Estados Unidos.

Durante semanas, ruas das maiores cidades americanas ficaram lotadas de manifestantes que protestavam contra o racismo, em uma mobilização que atravessou fronteiras e chegou a outros países.

O tema entrou na pauta das eleições presidenciais de 2020. O então candidato do Partido Democrata, Joe Biden, escolheu a senadora Kamala Harris, uma mulher negra e ex-procuradora, como candidata a vice-presidente.

Protesto em Washington, em 28 de agosto de 2020: manifestante leva placas com desenhos em homenagem a George Floyd — Foto: Carolyn Kaster/Arquivo/AP Photo

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

irlandeses-fazem-vaquinha-para-agradecer-brasileiro-que-salvou-criancas-de-atentado-e-ja-arrecadam-mais-de-r$-1,3-milhao

G1 Mundo

Irlandeses fazem vaquinha para agradecer brasileiro que salvou crianças de atentado e já arrecadam mais de R$ 1,3 milhão

Na quinta-feira (24), ele ficou famoso no país: ao passar por uma rua, ele viu um homem atacando com uma faca crianças e monitores de uma creche. Nesta sexta-feira, foi aberta uma campanha de vaquinha virtual para Caio. A meta era de 200 mil euros, mas esse número já ficou para trás: até a noite, o valor arrecadado era de 258 mil euros (R$ 1,3 milhão). O título da campanha […]

today25 de novembro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%