G1 Santos

Ex-técnico do Santos e da Seleção denuncia jogadora após ser acusado de assédio sexual em cartas

today10 de janeiro de 2024 1

Fundo
share close

Em setembro, o ge teve acesso a 19 cartas escritas à mão que relatavam situações vividas com o ex-treinador. As queixas eram referentes ao comportamento do ex-comandante, como cobranças excessivas, constrangimentos, ameaças e “toques indevidos”.

Na época, Kleiton Lima entregou o cargo e deixou o comando das Sereias da Vila. Com ele, também saíram mais de oito funcionários.

A carta que motivou a denúncia do ex-treinador diz o seguinte: “Uma vez, na feira, eu estava perto de uma barraca de pastel. Lá, o treinador chegou e perguntou se eu estava comendo pastel. Aí eu respondi: ‘Não, estou esperando as meninas’, então ele deu a volta por mim, olhou para minha bunda e disse: ‘Acho que não’. Insinuando que minha bunda parecia grande, isso significava que eu estaria comendo pastel” (veja na íntegra abaixo).



Um dos relatos das jogadoras do Santos contra o Kleiton Lima (parte 1) — Foto: Reprodução/ge

Kleiton já havia entrado com um processo na Justiça de São Paulo contra a jogadora pelo mesmo motivo. Após a determinação do arquivamento, a defesa pediu a abertura de um inquérito policial para investigação.

No pedido, a defesa do ex-treinador afirmou que a carta sobre a situação na feira é a única que configura delito. As advogadas da jogadora, baseadas em notícias veiculadas na mídia, destacaram que pelo menos três dos 19 relatos podem ser consideradas assédio sexual e moral.

O ex-técnico também acusa a atleta de ter sido a responsável por iniciar as denúncias e instigar outras jogadoras que, de acordo com ele, teriam perdido cargos de titularidade ou não aceitavam as exigências técnicas impostas.

À Polícia Civil, Kleiton afirmou que a atleta assumiu ser a autora da carta em uma reunião com um dos dirigentes do Santos — ele não estava presente.

Como haviam outras atletas na feira, a defesa destacou que trata-se de uma carta sem assinatura, ou seja, pode ter sido escrita por qualquer uma delas. As advogadas da jogadora também afirmou que ela teve poucas interações com Kleiton.

Um dos relatos das jogadoras do Santos contra o Kleiton Lima (parte 2) — Foto: Reprodução/ge

Conforme apurado pelo g1, dois dirigentes do Santos e duas jogadoras das Sereias da Vila prestaram depoimento à Polícia Civil a favor do ex-treinador. As atletas possuem relacionamento pessoal com Kleiton.

Um amigo do ex-técnico e morador do Japão também foi mencionado no inquérito pela defesa de Kleiton. Ele disse que a notícia foi veiculada no país, o que demonstra uma repercussão internacional e maior prejuízo ao ex-treinador.

Após prestar depoimento, a jogadora foi obrigada a escrever o início da carta em questão em um papel. O material foi levado para a perícia comparar a grafia, mas até a publicação desta reportagem não havia informações sobre o resultado.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), o inquérito policial segue em andamento sob sigilo. O órgão afirmou que a jogadora é considerada averiguada no processo.

As advogadas Patrícia Gorisch e Paula Carpes Victório, responsáveis pela defesa da jogadora, enviaram uma nota à reportagem. Veja na íntegra abaixo:

“Recentemente, veio ao conhecimento público que o treinador Kleiton Lima ingressou com uma ação criminal contra nossa cliente, a jogadora do Santos Futebol Clube, uma jovem mulher estrangeira que chegou ao SFC com uma mala e um sonho.

Gostaríamos de informar que esta ação, que correu em segredo de justiça, foi oficialmente apreciada e arquivada. Respeitamos profundamente o sigilo judicial e, por isso, não entraremos em detalhes sobre o caso.

Inconformado com o desfecho, o Sr. Lima solicitou a instauração de um inquérito policial sobre o mesmo objeto, que segue em andamento e também sob sigilo. Reafirmamos nosso respeito pelo processo legal e confiamos que a verdade prevalecerá.

Durante todo o processo, nossa cliente manteve sua integridade e confiança no sistema judiciário. Estamos satisfeitas com o desfecho do caso e agradecemos o apoio recebido durante este período desafiador”.

Em nota, o advogado Saulo de Oliveira Lima, responsável pela defesa de Kleiton, disse que o ex-técnico foi “vítima de uma conspiração arquitetada”. De acordo com ele, as cartas teriam sido vazadas propositalmente para derruba-lo do cargo.

“[Kleiton] sofreu dano moral gravíssimo no ambiente de trabalho com risco de comprometer sua carreira vitoriosa”, afirmou Saulo.

O advogado acrescentou que não há registro de Boletim de Ocorrência contra Kleiton e todos os depoimentos — sugeridos por ele — dão a mesma versão. “O meu cliente prosseguirá com medidas judiciais, na esfera criminal [calúnia e difamação], além de outras medidas indenizatórias”, finalizou

O g1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) e Ministério Público (MP), mas não teve retorno a última atualização desta reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

policia-prende-‘marconha’-e-identifica-advogado-e-mulher-que-gerenciavam-‘disk-droga’-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Polícia prende ‘Marconha’ e identifica advogado e mulher que gerenciavam ‘disk droga’ no litoral de SP

Um advogado, de 45 anos, foi preso em flagrante junto com a esposa, de 27, suspeitos de traficar maconha por meio de um 'disk drogas', em Santos, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, a investigação identificou o casal como responsável gerenciar na venda dos entorpecentes após prender um homem apelidado de "Marconha", que estava em posse de 40 kg de entorpecentes. Vasco Vieira Júnior e a esposa, […]

today10 de janeiro de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%