G1 Mundo

Imagens de drone mostram danos após deslizamento de terra na ilha de Ischia, na Itália; veja VÍDEO

today28 de novembro de 2022 61

Fundo
share close

Apesar de o prefeito de Napoles, Claudio Palomba, ter dito neste domingo que apenas uma pessoa morreu, o Ministro da Infraestrutura da Itália, Matteo Salviniduring, disse, na véspera, que foram oito vítimas fatais.

Onze pessoas estão desaparecidas.

Ônibus danificado em meio a destroços na ilha de Ischia — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters



Vários carros foram empurrados para o mar. Imagens aéreas mostraram vários prédios destruídos pelo deslizamento de terra, que engoliu a cidade. Um morador descreveu ter visto “uma cachoeira de água e lama”.

Equipes de emergência intensificaram os esforços neste domingo (27) para encontrar os desaparecidos.

Mergulhadores de resgate estavam vasculhando as águas do porto de Casamicciola Terme, onde uma onda de lama, detritos e pedras se desprendeu da montanha mais alta da ilha no sábado e caiu sobre casas e estradas, matando pelo menos uma pessoa.

Carros foram parar no mar após tragédia na Itália — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters

Palomba disse neste domingo que melhores condições climáticas devem ajudar nos esforços de busca.

Lama enche a estrada após um deslizamento de terra na ilha italiana de Ischia, Itália 27 de novembro de 2022. — Foto: REUTERS/Ciro De Luca

Densamente povoada, Ischia é uma ilha vulcânica que fica a cerca de 30 km (19 milhas) de Nápoles. Atrai visitantes para seus banhos termais e litoral pitoresco.

Acredita-se que duas famílias, incluindo algumas crianças, estejam entre os desaparecidos, de acordo com autoridades locais.

Ônibus é visto próximo ao mar, após fortes chuvas na ilha — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters

O novo governo da Itália, liderado por Giorgia Meloni, realizou uma reunião de gabinete no domingo e emitiu um decreto destinado a fornecer ajuda rápida às pessoas necessitadas após o desastre.

O decreto inclui um pacote inicial de ajuda de 2 milhões de euros, disse o ministro da Proteção Civil, Nello Musumeci, a repórteres.

Pessoas trabalham para limpar a área após um deslizamento de terra na ilha italiana de Ischia, Itália 27 de novembro de 2022 — Foto: REUTERS/Ciro De Luca

Membros da equipe de resgate retiram um carro da água após um deslizamento de terra na ilha italiana de Ischia, Itália, 27 de novembro de 2022. — Foto: REUTERS/Ciro De Luca

As estatísticas mostram que a ilha montanhosa tem um grande número de casas que foram construídas ilegalmente, colocando os habitantes em risco permanente de inundações e terremotos.

“As pessoas devem entender que não podem viver em algumas áreas e edifícios em áreas de risco devem ser demolidos”, disse o governador da Campânia, Vincenzo De Luca, à emissora estatal RAI no domingo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-que-se-sabe-sobre-os-protestos-contra-a-covid-na-china-que-pedem-por-renuncia-de-xi-jinping

G1 Mundo

O que se sabe sobre os protestos contra a covid na China que pedem por renúncia de Xi Jinping

Milhares de pessoas foram às ruas de Xangai para lembrar as vítimas e protestar contra as restrições. Muitos dos presentes exigiram a renúncia do presidente Xi Jinping. A BBC presenciou pelo menos três pessoas sendo levadas em carros da polícia. Muitos apontam o confinamento em prédios como a causa das mortes no incêndio. Embora as autoridades chinesas neguem que essa tenha sido a causa, as autoridades de Urumqi emitiram um […]

today28 de novembro de 2022 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%