G1 Mundo

Israel planeja inundar túneis do Hamas em Gaza para expulsar terroristas, diz jornal

today5 de dezembro de 2023 7

Fundo
share close

De acordo com o jornal, fontes do governo dos Estados Unidos afirmaram que o governo israelense já montou um sistema para bombear água do mar Mediterrâneo da costa de Gaza e utilizá-la para alagar os túneis, um emaranhado de caminhos subterrâneos que, segundo o Hamas, têm cerca de 500 quilômetros de extensão no total, mais que o metrô de Londres.

A tática, ainda de acordo com o jornal, poderia ser concluída em questão de semanas e seria uma forma de expulsar terroristas que utilizam as passagens subterrâneas como esconderijo e até como bases para planejar novos ataques.

O The Wall Street Journal afirmou também que as Forças Armadas de Israel já construíram a primeira das cinco cadeias de bombas a partir da costa, perto do campo de Al-Shanti, que fica no norte de Gaza.



Cada uma das bombas, segundo fontes da publicação, terão capacidade de extrair milhares de metros cúbicos de água do Mediterrâneo por hora – o que, pelos cálculos do governo israelense, inundaria a totalidade dos túneis em semanas.

O plano, diz o jornal, foi comunicado por Israel aos Estados Unidos, que levantaram preocupações ambientais e de efetividade da medida, além de questionarem se de fato os túneis são utilizados militarmente pelo Hamas.

Há também a preocupação com reféns – alguns dos já libertados relataram em entrevista que grupos de sequestrados estão sendo mantidos nos túneis.

As fontes de Washington afirmaram também, segundo o The Wall Street Journal, não saber se e quando Israel implementará o plano.

O governo israelense ainda não havia se manifestado sobre a reportagem até a última atualização desta reportagem.

Israel intensifica ataques em Gaza

Israel intensifica ataques em Gaza

Também nesta terça (5), Israel voltou a bombardear Khan Younes, a maior cidade do sul da Faixa de Gaza e onde milhares de palestinos, além de estrangeiros, se refugiaram depois de as forças israelenses exigirem que a população deixasse o norte do território.

O Exército israelense também já posicionou tanques e veículos blindados e de combate perto de Khan Younes, como parte da ofensiva por terra que Israel realiza em Gaza e que, na segunda-feira (4), chegou ao sul do território palestino.

Até esta terça, 17.302 haviam morrido na guerra entre Hamas e Israel, segundo os dois lados. Foram 1.402 do lado israelense, segundo o governo de Israel, e 15.900 em Gaza, de acordo com o Ministério da Saúde da Palestina – os dados não puderam ser verificados de forma independente.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Notícias

Referendo sobre Essequibo pôs em xeque credibilidade do sistema eleitoral da Venezuela

Elcio Amoroso contabilizou 10,5 milhões de votos, cifra bem maior do que a contestada última eleição do presidente, em 2018, alimentando automaticamente a desconfiança de que os números foram inflados. O referendo de domingo acabou por expor mais um preocupante prenúncio do processo eleitoral do próximo ano, quando estão marcadas as eleições presidenciais nas quais Maduro concorrerá a um terceiro mandato. Militante chavista dos mais leais, Elcio Amoroso foi escolhido, em agosto, para ocupar o cargo de maior autoridade eleitoral […]

today5 de dezembro de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%