G1 Mundo

Israel se exime de culpa e afirma que soldados atiraram contra ‘suspeitos’ durante distribuição de ajuda em fevereiro

today9 de março de 2024 1

Fundo
share close

O Exército de Israel afirmou nesta sexta-feira que sua análise do que aconteceu em 29 de fevereiro em Gaza, quando, segundo o Hamas, 115 pessoas morreram durante uma distribuição de ajuda humanitária, mostra que os soldados “atiraram com precisão contra vários suspeitos”.

“A análise realizada pelo comando revelou que as tropas não atiraram contra o comboio humanitário, e sim que atiraram contra vários suspeitos que se aproximaram dos soldados e representavam uma ameaça”, afirmou o Exército em um comunicado.

O incidente ocorreu no último dia 29 de fevereiro. O governo do Hamas acusou soldados israelenses que intermediavam a distribuição de abrir fogo contra palestinos. Em um primeiro momento, as Forças Armadas de Israel disseram apenas que houve “empurrões e correria”, com mortos e feridos.



Além dos mortos, mas de 700 pessoas ficaram feridas, de acordo com o governo de Gaza, controlado pelo Hamas

Na semana passada, uma autoridade do governo de Israel disse à agência de notícias Reuters, sob condição de anonimat, que as tropas israelenses dispararam diversas vezes porque os soldados teriam se sentido ameaçados. O jornal americano “New York Times” publicou um relato semelhante, também sem revelar a identidade da autoridade israelense.

“Fomos buscar comida e eles começaram a atirar”, disse um palestino que estava no local. “Fomos surpreendidos por tanques israelenses que abriram fogo”, afirmou outro. Veja os relatos no vídeo abaixo.

O secretário-geral da ONU afirmou que o caso precisa ter uma investigação independente.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

dia-da-mulher:-militar-brasileira-concorre-a-premio-da-onu-atuando-no-sudao-do-sul

G1 Mundo

Dia da Mulher: Militar brasileira concorre a prêmio da ONU atuando no Sudão do Sul

Esta é a primeira vez que uma militar do Exército Brasileiro concorre ao prêmio na categoria. Duas militares brasileiras já ganharam o prêmio, mas elas eram da Marinha. O resultado deverá ser divulgado ao final de maio, em Nova York (leia mais abaixo). Apesar de estar no continente africano e ganhando reconhecimento internacional, é de Mogi das Cruzes que a tenente-coronel lembra quando pensa com carinho nos avós paternos e […]

today9 de março de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%