G1 Mundo

Israelenses vão as ruas para protestar mesmo com onda de ataques

today9 de abril de 2023 7

Fundo
share close

Israel vive uma série de protestos contra os planos para alterar o Judiciário, que foram suspensos no mês passado devido a uma onda de greves e manifestações em massa.

Nos últimos dias houve uma série de ataques partindo do Líbano e da Síria em direção a Israel. Os israelenses revidaram atacando Gaza.



Israel reforça a segurança por causa do aumento da tensão esta semana

Israel reforça a segurança por causa do aumento da tensão esta semana

Manifestações de muçulmanos em Jerusalém

Este é mês sagrado muçulmano do Ramadã. Ao redor da mesquita de Al-Aqsa em Jerusalém, dezenas de milhares de fiéis participaram de orações noturnas, mesmo com a preocupação com uma possível batida policiai noturna (nesta semana, policiais interromperam cerimônias na mesquita).

Esse foi o estopim para que começassem seguidos bombardeios contra Israel e ataques israelenses em Gaza e no sul do Líbano.

Muçulmanos na mesquita de al-Aqsa, em Jerusalém, em 8 de abril de 2023 — Foto: Ahmad Gharabli /AFP

Os israelenses também estavam nervosos após um atropelamento em Tel Aviv na sexta-feira que matou um italiano e feriu outros cinco turistas, horas depois que um ataque com armas de fogo matou duas irmãs israelenses e feriu sua mãe perto de um assentamento na Cisjordânia ocupada.

Netanyahu mobilizou reservistas da polícia de fronteira e ordenou ao exército que reforce as posições de segurança para evitar possíveis problemas, em meio a pedidos de calma das Nações Unidas, União Europeia e Estados Unidos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

benjamin-ferencz,-ultimo-promotor-do-tribunal-de-nuremberg,-morre-aos-103-anos

G1 Mundo

Benjamin Ferencz, último promotor do tribunal de Nuremberg, morre aos 103 anos

O advogado Benjamin Ferencz, que participou do tribunal de Nuremberg, morreu nesta sexta-feira (7) aos 103 anos, no estado da Flórida, Estados Unidos. Ele ficou conhecido por ter atuado no julgamento que, na segunda metade da década de 1940, condenou líderes do regime nazista alemão. Alguns foram sentenciados à morte. Ferencz, que tinha 27 anos na época, era o último remanescente dos promotores que estiveram em Nuremberg (leia mais abaixo […]

today9 de abril de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%