Gospel Prime

Justiça inclui Cassiane em ação do MP sobre desvio de dinheiro público

today5 de julho de 2022 78

Fundo
share close

A cantora Cassiane, uma das vozes mais conhecidas no meio evangélico, se tornou ré em um processo ajuizado pelo Ministério Público do Estado do Pará por dano ao erário, enriquecimento ilícito e violação dos princípios administrativos.

De acordo com o portal DOL, a ação civil pública foi ajuizada em 2017, incluindo o nome de seis pessoas e uma pequena empresa, todos acusados de desvio de dinheiro público por meio de expediente de inexigibilidade de licitação.

O caso envolve o 27º Encontro das Mulheres de Parauapebas, município que fica na região sudeste do estado do Pará, quando os acusados teriam feito movimentações “com o propósito específico de gerar prejuízo ao erário”.

Na época, a então secretária municipal, Maria Ângela, teria ordenado a contratação de três bandas para se apresentarem no evento, através de uma pequena empresa, no valor de R$ 115.750,00.

Para o Ministério Público, houve superfaturamento  na contratação das cantoras Cassiane e Mayra Farias, acusando os envolvidos de desviarem dinheiro público nos trâmites.



Ao analisar a petição, o juiz Lauro Fontes Junior decidiu em 2019 que Cassiane e Mayra Farias deveriam ser incluídas como rés no processo, mesmo sendo apenas contratadas.

O caso voltou à tona no último mês de junho, quando o juiz solicitou ao MP que informasse o endereço atualizado de Cassiane, pois em duas tentativas de intimação para que ela se manifestasse nos autos, os oficiais de Justiça não a encontraram.

“Entendo que há nos autos indícios suficientes de que as duas artistas acima citadas, concorreram conscientemente na simulação dos contratos”, pontuou o magistrado ao tornar rés as cantoras gospel.

O processo de Nº 0810764-61.2019.8.14.0040 tramita no Tribunal de Justiça do Pará (TJ/PA). No processo, o juiz também determina o bloqueio de bens de vários réus do processo no valor de R$ 115.750, para ressarcimento da despesa do show.

Já o Ministério Público busca o ressarcimento aos cofres públicos de Parauapebas de R$ 1,6 milhão.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Michael Caceres

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

alerta-aos-pais:-disney-virou-a-maior-ferramenta-do-ativismo-lgbt+-no-mundo-infantil

Pleno News

Alerta aos pais: Disney virou a maior ferramenta do ativismo LGBT+ no mundo infantil

Marisa Lobo - 05/07/2022 11h19 Lightyear Foto: Divulgação/Pixar Filme Strange World com romance homossexual entre adolescentes; Lightyear, também infantil, com beijo gay; linha de roupas para o público infantil com temática LGBT+; executiva de produção prometendo incluir até 50% de personagens LGBTs em filmes e desenhos até o final deste ano. De onde vem tudo isso, afinal? Com toda essa temática, e esses são só alguns exemplos, eu poderia facilmente […]

today5 de julho de 2022 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%