G1 Santos

Mãe acusa professora de agredir menino de 2 anos em escola; VÍDEO

today3 de novembro de 2023

Fundo
share close

Uma mãe acusa uma professora de agredir o filho dela, de apenas dois anos, com ‘puxões’ em uma escola em Santos, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1, nesta sexta-feira (3), mostram a criança levando um ‘solavanco’ da mulher e, em seguida, batendo o rosto no chão (assista acima).

O caso aconteceu na Assistência à Infância de Santos Gota de Leite, localizada na Avenida Conselheiro Nébias, no bairro Encruzilhada. A família da criança registrou um boletim de ocorrência de maus-tratos na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade. A Polícia Civil investiga a situação.

Segundo a podóloga Carla da Matta, mãe do menino, a situação foi filmada pela família de uma outra criança, que estava na escola naquele momento. De acordo com ela, as crianças estavam no recreio quando o filho foi colocado de ‘castigo’ e mantido pela professora em um canto.



Por meio do vídeo, é possível ver que o menino está andando, a professora o pega pelo braço e o coloca sentado no chão. Ele chora. Depois, em outro momento, ele levanta e a docente o derruba com mais força.

“O sentimento é de impotência por saber que isso aconteceu com o meu filho, meu bem maior, aquela ‘pessoinha’ que é indefesa”, desabafou Carla. “O mais impressionante no vídeo é a forma como ele gritava. Eram gritos de desespero”.

Mãe acusa professora de agredir menino de 2 anos em escola em Santos (SP) — Foto: Reprodução

A mãe do menino acrescentou que o filho sofreu consequências físicas e psicológicas após o ocorrido. Além de ter ficado com um dente ‘fissurado’ ao bater com o rosto no chão, o menino também teria desenvolvido um comportamento agressivo.

“Isso tudo desencadeou vários outros problemas. Um dia eu estava escovando os dentes dele e notei [a fissura]. Daí pausei o vídeo e vi que, em um momento, ele bate o rosto no chão”, explicou Carla. “Ele tem dois anos, mas ficou agressivo, batendo nos coleguinhas e até em mim“.

A mulher revelou ter matriculado a criança em outra escola na cidade. Segundo ela, o caso aconteceu no dia 19 de setembro, mas passou a repercutir recentemente entre as famílias de outros alunos, após a unidade de ensino onde a situação aconteceu não desligar a professora do cargo.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) confirmou, por meio de nota, o registro do caso na DDM de Santos (SP).

A pasta ressaltou que as investigações continuam com o objetivo de esclarecer todos os fatos, mas pontuou também que detalhes serão preservados por conta do envolvimento de um menor de idade.

A Secretaria de Educação informa, por meio de nota, que a unidade é uma entidade subvencionada. O município acrescentou que a Supervisão de Ensino foi acionada, deu as “orientações necessárias” e acompanha as decisões tomadas por parte da entidade responsável pelo atendimento ofertado no local.

A prefeitura ressaltou que a instituição será convocada para reunião, “a fim de expor os encaminhamentos realizados e apontar as providências para a equipe que faz a gestão do Termo de Fomento e para a Comissão de Monitoramento”.

A reportagem tentou, mas não localizou a defesa da mulher que aparece dando os ‘puxões’ no menino.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

piloto-de-asa-delta-que-sumiu-no-mar-fez-post-pouco-antes:-‘play-no-feriado’

G1 Santos

Piloto de asa delta que sumiu no mar fez post pouco antes: ‘play no feriado’

O caso aconteceu no bairro São Rafael. Segundo apurado pelo Corpo de Bombeiros junto à testemunhas, Aluisio caiu com a asa delta com motor 'de bico' no mar. A vítima tem pele parda, 1,74 metro de altura e vestia roupas pretas. A causa do acidente não foi divulgada oficialmente. O g1 apurou que, por volta das 10h da última quinta-feira (2), pouco antes do acidente, Aluisio publicou no Facebook a […]

today3 de novembro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%