G1 Mundo

O que é o Círculo de Fogo do Pacífico e qual a relação dele com os terremotos que atingiram países da América Latina

today19 de março de 2023 8

Fundo
share close

  • O Círculo de Fogo do Pacífico é uma grande área de 40 mil quilômetros em forma de ferradura que circunda o oceano Pacífico (passa também por EUA, Canadá, Rússia, Japão, Sudeste Asiático e Oceania).
  • Região é marcada pela presença de vulcões de terremotos.
  • Ao longo do círculo são pelo menos 450 vulcões ativos e alta incidência de terremotos 9 em cada 10 tremores registrados no mundo ocorrem dentro dele.
  • O risco de terremotos é alto em lugares mais elevados ou perto dos limites das placas.

Mapa identifica a região do Círculo de Fogo do Pacífico — Foto: Ciência/G1

Esta é a área de maior atividade sísmica do mundo. Em média, os sismógrafos captam algum tipo de abalo no Círculo de Fogo a cada cinco minutos.



Segundo a Agência Americana Oceânica e Atmosférica (NOAA, na sigla em inglês), o Círculo de Fogo é resultado das placas tectônicas.

Quando as placas se movem, elas geram uma atividade geológica em suas extremidades. Elas podem se afastar, mas também podem se encostar (gerando tremores de menor intensidade) ou se unir.

Grande parte da atividade vulcânica ocorre ao longo das zonas de subducção, quando uma placa tectônica desliza sob a outra (e se une). A imensa pressão que a placa deslocada para baixo exerce sobre o magma no interior da Terra faz com que se procure um caminho para a superfície no limiar da placa. É assim que nascem os vulcões.

Carro destruído pelos destroços do terremoto que atingiu Cuenca, cidade localizada a mais de 200 km do epicentro, na costa do Equador — Foto: Xavier Caivinagua/AP

Tremores na América Latina

Os tremores mais fortes foram observados nas regiões costeiras de Peru (magnitude 7,0) e Equador (magnitude 6,8).

O Centro Sismológico Nacional peruano registrou um sismo de magnitude 7,0 às 12h12 (horário local; 14h12 horário de Brasília), com epicentro em Tumbes, norte do país. No Equador, um terremoto de magnitude de 6,8 atingiu a costa do país às 12h12 (horário local; 14h12 horário de Brasília). Seu epicentro foi a cerca de 30 quilômetros do município de Balao, província de Guayas.

O tremor mais forte na Argentina ocorreu em Mendoza (magnitude 5,0). No Chile, foi em Arica (magnitude 4,0), no extremo norte do país. Já no México, o registro foi a cerca de 150 quilômetros de San Jose Del Cabo (magnitude 4,3).




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

videos:-argentina,-chile,-equador,-mexico-e-peru-registram-terremotos

G1 Mundo

Vídeos: Argentina, Chile, Equador, México e Peru registram terremotos

ESPECIAL PUBLICITÁRIO Vídeos: Argentina, Chile, Equador, México e Peru registram terremotos MAIS DO G1 Crise bancáriaBanco teria rejeitado o valor oferecido, segundo imprensa americana.Há 2 horas Economia Tremores em 5 países14 morreram no Equador; abalos também atingiram Argentina, Chile, México e Peru.Há 1 hora Ciência Vencedor do NobelMexicano Mario Molina fez estudo essencial para proteger a Terra.Há 1 hora Ciência João Grilo e ChicóCom a morte do escritor, diretor consultou […]

today19 de março de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%