G1 Mundo

O que significa o ‘cessar-fogo sustentável’, defendido por Reino Unido e Alemanha em Gaza?

today18 de dezembro de 2023 16

Fundo
share close

Uma expressão chamou a atenção na expressiva pressão interna e externa que o governo de Benjamin Netanyahu vem recebendo sobre o custo humanitário de sua guerra contra o Hamas em Gaza: o cessar-fogo sustentável, descrito num artigo assinado pelos ministros das Relações Exteriores do Reino Unido e da Alemanha, dois dos maiores aliados de Israel na Europa.

Diferentemente das vozes correntes em protestos de rua e em debates da ONU, David Cameron e Annalena Baerbock não pediram o cessar-fogo imediato, mas alertaram sobre a necessidade de preparar o caminho que leve à paz sustentável no Oriente Médio e dure “dias, anos, gerações”.

“Um cessar-fogo insustentável, que rapidamente se transformaria em mais violência, apenas tornaria mais difícil construir a confiança necessária para a paz. Quanto mais cedo chegar, melhor. A necessidade é urgente”, escreveram os dois ministros.



As mortes amplificaram a raiva e novos protestos por parte das famílias dos 130 reféns que ainda estão em poder do Hamas, renovando as pressões sobre Netanyahu para que retome as negociações para a sua libertação.

O governo sente o peso do isolamento à medida que seus principais aliados no exterior tentam se descolar dos danos causados pelo número crescente de civis atingidos pela ofensiva israelense. As críticas à forma como premiê vem conduzindo a guerra reverberam na Casa Branca e tensionam as relações entre Joe Biden e Netanyahu.

Num evento para arrecadar fundos para a campanha eleitoral, o presidente americano expôs a impaciência com os bombardeios indiscriminados de Israel e a ameaça concreta de isolamento do país. No artigo publicado no fim de semana pelo “Sunday Times”, os ministros das Relações Exteriores de Reino Unido e Alemanha insistiram nesse lema.

“O governo israelense deveria fazer mais para discriminar terroristas de civis, garantindo que a sua campanha tenha como alvo os líderes e agentes do Hamas”, ponderaram Cameron e Baerbock.

Ambos recomendaram o reforço de ajuda humanitária aos palestinos e a repressão aos colonos extremistas na Cisjordânia.

Ou seja, persistiram na tese de que o cessar-fogo entre Israel e Hamas não se sustenta apenas com o fim dos combates: é preciso preservar a perspectiva de coexistência pacífica entre judeus e palestinos.

Esta fórmula, contudo, não consta nos planos de Netanyahu. O primeiro-ministro prega a aniquilação do Hamas e a libertação dos reféns — equação que em 73 dias de guerra vem se revelando insolúvel em Gaza.

Israel mantém bombardeios apesar de pressão internacional

Israel mantém bombardeios apesar de pressão internacional

Israelenses Yotam Haim, Samar Talalka e Alon Shamriz (da esquerda para a direita) sequestrados pelo Hamas e mortos por engano por tropas israelenses em 15 de dezembro de 2023. — Foto: Foto: Divulgação/Exército de Israel




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

chegada-de-afegaos-com-visto-humanitario-no-aeroporto-de-guarulhos-e-63%-maior-este-ano-do-que-2022,-diz-prefeitura

G1 Mundo

Chegada de afegãos com visto humanitário no Aeroporto de Guarulhos é 63% maior este ano do que 2022, diz prefeitura

A entrada desses grupos no país, então, passou a ser crescente ao longo dos últimos dois anos. Até novembro de 2023, o Aeroporto de Guarulhos registrou um número de afegãos 63% maior do que em 2022, segundo dados da Prefeitura de Guarulhos. Entre janeiro e novembro desde ano, 3.495 imigrantes afegãos passaram pelo Posto de Atendimento Humanizado ao Migrante, que fica dentro do aeroporto. Em todo o ano passado, de […]

today18 de dezembro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%