G1 Mundo

Piloto de caça afirma ter visto piloto de avião com cabeça caída antes de queda na Virgínia, diz jornal

today5 de junho de 2023 11

Fundo
share close

Especialistas disseram ao “The Whashington Post” que dados de voo sugerem que piloto ficou inconsciente e que avião voou em piloto automático até ficar sem combustível.




Estrondo durante perseguição de caças a avião foi ouvido em diversas regiões da Virgínia

Estrondo durante perseguição de caças a avião foi ouvido em diversas regiões da Virgínia

Especialistas disseram ao jornal que os dados de voo da aeronave disponibilizados até agora sugerem que o piloto ficou inconsciente e que avião voou em piloto automático até ficar sem combustível no domingo (4).

O avião caiu após invadir o espaço aéreo de Washington D.C. e ser perseguido por caças norte-americanos, no domingo (4).

A perseguição supersônica, com caças F-16, começou após o piloto do avião não responder a chamados feitos por militares norte-americanos.

Segundo as autoridades norte-americanas, o avião decolou do Aeroporto de Elizabethton, no Tennessee, e pousaria no Aeroporto Long Island MacArthur, em Nova York. A distância é de cerca de 1.000 km.

Antes de chegar ao aeroporto de Long Island, o avião fez uma volta e mudou de direção, indo em linha reta em direção à capital dos Estados Unidos. As causas são investigadas.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

a-investigacao-genetica-que-levou-a-perdao-de-mulher-condenada-por-matar-4-filhos

G1 Mundo

A investigação genética que levou a perdão de mulher condenada por matar 4 filhos

Kathleen Folbigg passou 20 anos na prisão depois que um júri concluiu que ela matou os filhos Caleb e Patrick e as filhas Sarah e Laura ao longo de uma década. Mas uma investigação recente mostrou que cientistas acreditam que eles possam ter morrido naturalmente. O caso envolvendo a mulher de 55 anos foi descrito como um dos maiores erros da Justiça da Austrália. Folbigg foi condenada a 25 anos […]

today5 de junho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%