G1 Mundo

Piloto russo que desertou para Ucrânia é morto a tiros na Espanha, diz imprensa

today20 de fevereiro de 2024 11

Fundo
share close

Maxim Kuzminov foi encontrado morto no dia 13 de fevereiro, no sul da Espanha. Piloto havia abandonado a Rússia em 2023 e usava um passaporte ucraniano, segundo a EFE.


Maxim Kuzminov durante participação em documentário do governo ucraniano — Foto: Ministério da Defesa da Ucrânia



Um piloto russo que desertou para a Ucrânia, em 2023, foi encontrado morto em uma garagem subterrânea na Espanha, na semana passada. O corpo dele foi achado com marcas de tiros, segundo reportagens publicadas pela imprensa da Ucrânia e da Espanha nesta segunda-feira (19).

A agência de notícias estatal da Espanha, EFE, publicou que um corpo encontrado em 13 de fevereiro na cidade de Villajoyosa, no sul da Espanha, pertencia ao piloto Maxim Kuzminov.

O piloto viajou para a Espanha com o helicóptero em agosto do ano passado. Ele estava vivendo no país com um passaporte ucraniano usando um nome diferente, afirmou a agência.

Um porta-voz do serviço de inteligência militar da Ucrânia, o GUR, confirmou à Reuters que Kuzminov morreu na Espanha, mas não deu detalhes sobre a causa da morte. O jornal ucraniano Ukrainska Pravda também publicou que ele foi encontrado baleado.

A polícia espanhola confirmou que o corpo de uma vítima de disparo de arma de fogo foi encontrado, mas não revelou sua identidade. Uma fonte da força policial Guardia Civil da Espanha disse à Reuters que a vítima poderia estar vivendo sob uma identidade falsa.

O jornal espanhol La Información disse que investigadores estavam procurando por dois suspeitos que fugiram em um veículo que foi posteriormente encontrado queimado em uma cidade próxima.

A deserção de Kuzminov à Ucrânia foi apresentada ano passado como um grande feito da Ucrânia. O GUR afirmou, à época, que o havia atraído para a deserção.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-assunto-#1.153:-a-fala-de-lula-sobre-israel

G1 Mundo

O Assunto #1.153: A fala de Lula sobre Israel

Em viagem à Etiópia, o presidente comparou os ataques de Israel em Gaza ao holocausto promovido pelos nazistas contra os judeus – período em que mais de 6 milhões de pessoas foram exterminadas. A reação foi rápida e duríssima: Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense, classificou as palavras de Lula como vergonhosas e graves; e o chefe de Estado brasileiro foi declarado 'persona non grata' no país. Em viagem à Etiópia, o […]

today20 de fevereiro de 2024 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%